Sunday, 22 de May de 2022

Parceria entre Wilson Sons e Porto do Açu completam 5 anos com foco na inovação e sustentabilidade

A empresa do setor portuário, Wilson Sons, completa 5 anos de parceria com o Porto do Açu, com foco em inovação e sustentabilidade para a movimentação de carga na região

A empresa do setor portuário Wilson Sons completou 5 anos de parceria com o Porto do Açu, com foco em inovação e sustentabilidade para a movimentação de carga na região

Representantes do Porto do Açu comentaram sobre a comemoração de 5 anos de parceria com a multinacional Wilson Sons. A iniciativa de apoio entre as companhias do setor é focada em sustentabilidade e inovação nos serviços de movimentação de carga no mercado nacional e internacional. Dessa forma, até esse sábado, (22/01), ambos os lados saem beneficiados, principalmente o setor portuário nacional.

Não perca outras notícias do setor:

Porto do Açu bate marca de 5 anos de parceria com a Wilson Sons para soluções de inovação e sustentabilidade na movimentação de carga

O fim do ano de 2021 marcou cinco anos de atuação da empresa de navegação Wilson Sons no Porto do Açu, um dos maiores complexos porto-indústria do Brasil, localizado na região Norte Fluminense do Rio de Janeiro. O contrato entre as empresas está ativo desde o ano de 2016 e a Wilson Sons oferece serviços de rebocagem portuária às movimentações de minério de ferro exportado pelo porto, além de soluções de inovação e sustentabilidade dentro da movimentação de carga. 

A parceria entre as companhias vai além dos serviços de rebocagem e a Wilson Sons fez diversas análises de inovação e sustentabilidade dentro do setor para entender as melhores condições para a movimentação de carga no Porto do Açu. Assim, Márcio Castro, diretor executivo da unidade de Rebocadores da Wilson Sons comentou sobre a parceria e destacou que “participamos, inclusive, das operações que traziam materiais e equipamentos para a construção do complexo portuário”.

O Centro de Aperfeiçoamento da unidade da Wilson Sons (CAMWS) vem investindo em novas soluções para as operações do porto desde 2016 e a parceria deverá continuar nos próximos anos, beneficiando ambas as unidades. A Wilson Sons conta hoje em dia com oito rebocadores de alta potência no Açu, sendo três com certificado para combate a incêndio, o que traz novas melhorias para a movimentação de carga no porto e expande as operações. 

Foco em inovação para o setor portuário é ponto chave na parceria entre a Wilson Sons e o Porto do Açu

A Wilson Sons vem investindo em tecnologia de inovação há alguns anos e a sua parceria com o Porto do Açu tem um grande foco nesses estudos. Assim, um bom exemplo dessa utilização é o  uso da tecnologia de ponta da Central de Operações de Rebocadores (COR) da Wilson Sons, que foi case de sucesso para a implementação do Centro de Operações e Resposta a Emergências do Porto do Açu. Ambos os locais utilizam hoje em dia um centro de monitoramento em tempo real durante 24 horas por dia nas embarcações do porto. 

Vinícius Patel, diretor de Administração Portuária da Porto do Açu Operações, comentou sobre a tecnologia da inovação na parceria e como ela está sendo importante para o desenvolvimento do porto no setor, além de destacar que “seguimos juntos com a Wilson Sons, promovendo ações de sustentabilidade, desenvolvimento tecnológico e inovação para fortalecimento do nosso setor no Brasil, sendo referência nas atuações que temos no Açu, inclusive internacionalmente”.

A Wilson Sons conta com mais de 80 rebocadores em 25 localidades, além de cobrir quase toda a costa do território brasileiro e manter a sua presença fortemente no setor portuário como um grande destaque em tecnologia de inovação e sustentabilidade. O principal destaque da empresa é o Centro de Aperfeiçoamento Marítimo (CAMWS) voltado para novas soluções que tornarão o setor mais sustentável e adaptável às tecnologias utilizadas no mercado global.

Ruth Rodrigues
Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.
Load more