Friday, 25 de June de 2021

Petrobras inicia licitação para novos FPSOs para o campo de Búzios

Petrobras - FPSO - Campo de buzios

A Diretoria da Petrobras aprovou o início dos processos de contratação de três novas plataformas de FPSO para o campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos

As três novas unidades fazem parte do Plano de Desenvolvimento de Ativos, que prevê um total de 12 unidades instaladas até o final da década. Ao final da fase de desenvolvimento, o campo de Búzios deverá produzir mais de 2 milhões de boe / d, tornando-se o maior ativo de produção da Petrobras. Atualmente, existem quatro unidades em operação em Búzios, que representam mais de 20% da produção total da Petrobras. A quinta plataforma, o FPSO Almirante Barroso, está em construção e está programada para iniciar a produção no segundo semestre de 2022.

Leia também:

Sobre as unidades FPSO

A primeira das três novas unidades será o FPSO Almirante Tamandaré, com cronograma de inicialização para o segundo semestre de 2024. O FPSO será fretado com uma capacidade de processamento diário de 225.000 bbl de petróleo e 12 milhões de m 3 de gás, e será a maior unidade de produção de petróleo em operação no Brasil e uma das maiores do mundo.

As outras duas unidades, P-78 e P-79, vai ser contraído sob a Engenharia, Aquisição e modelo de construção (EPC) e terá a capacidade para processar diariamente 180 000 barris de óleo e 7,2 milhões de m 3 de gás, cada uma delas. As plataformas devem começar a operar em 2025.

A Petrobras contratará árvores de Natal molhadas (WCTs), plataformas de perfuração, serviços de poços e sistemas de coleta. Espera-se que os FPSOs e WCTs sejam contratados em 2021, e os outros começarão nos próximos 18 meses.