Início Ministro da Infraestrutura comenta sobre logística de importação de fertilizantes nos portos nacionais e afirma que vem tentando reduzir os preços dos combustíveis derivados do petróleo

Ministro da Infraestrutura comenta sobre logística de importação de fertilizantes nos portos nacionais e afirma que vem tentando reduzir os preços dos combustíveis derivados do petróleo

março 20, 2022 às 1:49 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
O Ministro da Infraestrutura fez algumas revelações sobre o esquema atual na logística de importação nos portos nacionais, em relação aos fertilizantes, e afirmou que o Governo tenta baixar os preços dos combustíveis derivados do petróleo
O Ministro da Infraestrutura fez algumas revelações sobre o esquema atual na logística de importação nos portos nacionais, em relação aos fertilizantes, e afirmou que o Governo tenta baixar os preços dos combustíveis derivados do petróleo. Fonte: Divulgação

O Ministro da Infraestrutura fez algumas revelações sobre o esquema atual na logística de importação nos portos nacionais, em relação aos fertilizantes, e afirmou que o Governo tenta baixar os preços dos combustíveis derivados do petróleo

Recentemente, o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, revelou o esquema atual dos portos nacionais em relação à logística de importação de fertilizantes, para conseguir contornar o déficit atual do produto. Além disso, o executivo afirmou estar fazendo o possível para reduzir os preços dos derivados de petróleo, principalmente os combustíveis como a gasolina. Que até esse domingo, (20/03), registra preços elevados nos postos em todo o território brasileiro.

Notícias relacionadas:

Vídeo: Com possível falta de fertilizantes no futuro, Governo Federal cria um plano nacional

Fonte: Record News

Portos brasileiros estão com esquema especial de logística para a importação de fertilizantes, devido ao déficit atual do produto no mercado nacional 

O momento atual de tensão e conflitos entre a Rússia e a Ucrânia abalou grande parte do mercado internacional, inclusive o Brasil, que recebia grande parte da produção de fertilizantes da Rússia. Assim, o Ministério da Infraestrutura vem tentando amenizar esse déficit do produto e está realizando um esquema único e especial para esse momento na questão da logística de importação dentro dos portos nacionais, visando contornar esse problema atual no mercado. 

Assim, o Ministro da Infraestrutura afirmou que os navios que chegam aos portos nacionais para a realização da importação de fertilizantes não precisarão enfrentar filas para o descarregamento dos produtos e poderão ter prioridade nessa ordem. Entre todos os fertilizantes consumidos pelo Brasil, mais de 80% são provenientes das operações de importação em parceria com a Rússia e essa foi a forma que o governo atual encontrou de tentar contornar o momento atual de crise que o mercado internacional enfrenta, se mantendo resiliente nesse cenário. 

Com isso, Tarcísio de Freitas também comentou sobre os planos especiais para a logística atual nos portos brasileiros em relação ao problema e afirmou que “Já montamos um esquema nos portos que vão receber fertilizantes, para que essa descarga seja feita da forma mais rápida possível. Temos um trabalho coordenado do Ministério da Agricultura com o Ministério da Infraestrutura para que a gente não tenha navio de fertilizante parado em fila. Não vamos deixar faltar insumo para o nosso produtor”.

Crise nos preços dos combustíveis derivados do petróleo vem sendo debatida pelo Ministério da Infraestrutura, que tenta amenizar os altos valores apresentados no Brasil inteiro

Além da questão do déficit dos fertilizantes no mercado nacional, o que impacta gravemente as produções do agronegócio e influencia na quantidade de alimentos que chegará à mesa do brasileiro, um outro ponto sensível atualmente são os altos custos com os combustíveis, principalmente os derivados do petróleo, como por exemplo a gasolina. O país enfrenta uma grande crise referente aos preços cobrados por esse produto atualmente, causando uma série de debates dentro do país, o que chegou ao Ministério da Infraestrutura como uma forte discussão.

O ministro destacou que está tentando buscar medidas para amenizar esses altos custos dos combustíveis derivados do petróleo e que, entre as alternativas estão ações tributárias, como mudanças no ICMS, e cambiais, para que a entrada dessa substância no país seja feita de forma mais rentável para o mercado nacional. Ele também afirmou que a melhor forma que contornar esse momento de crise atual e atuar no preço combustível é manter o câmbio estabilizado e fazer com que “o câmbio ceda”.

Assim, o Ministério da Infraestrutura e o Governo Federal estão cada vez mais investidos em conseguir estabilizar a economia nacional, tanto na questão do déficit dos fertilizantes nos portos nacionais quanto a na questão dos altos custos de combustíveis derivados do petróleo, que acabam impactando diretamente na qualidade de vida dos moradores do país.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes