MENU
Notícias
Menu
Início Maersk irá disponibilizar dados meteorológicos sobre mudanças climáticas no oceano, e desvendar como os portos brasileiros podem sofrer com esse impacto

Maersk irá disponibilizar dados meteorológicos sobre mudanças climáticas no oceano, e desvendar como os portos brasileiros podem sofrer com esse impacto

janeiro 29, 2022 às 10:15 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Maersk irá disponibilizar seus dados meteorológicos em relação ao oceano para ajudar nos estudos sobre mudanças climáticas e sua influência nos portos
Maersk irá disponibilizar seus dados meteorológicos em relação ao oceano para ajudar nos estudos sobre mudanças climáticas e sua influência nos portos. Fonte: pbase

Maersk irá disponibilizar seus dados meteorológicos em relação ao oceano para ajudar nos estudos sobre mudanças climáticas e sua influência nos portos

Durante esta última quinta-feira, (27/01), a gigante do setor portuário Maersk anunciou que irá divulgar todos os seus dados meteorológicos do oceano. Assim, a companhia visa colaborar com os estudos científicos e ajudar na contenção dos danos das mudanças climáticas nas operações dos portos, melhorando a logística e garantindo mais segurança para outras empresas.

Não perca outras notícias relacionadas:

Estudos sobre o oceano e dados meteorológicos da Maersk estarão sob domínio público para colaborar com pesquisas científicas na área

A Maersk é uma das maiores empresas no mercado global em relação ao setor portuário e ao transporte de cargas no mar e, além disso, desenvolve uma série de estudos sobre o cenário atual do planeta. Assim, a companhia anunciou que irá divulgar os seus dados meteorológicos e que eles poderão ser utilizados de forma gratuita pela comunidade científica em todo o mundo, passando a estar sob domínio público para que os portos do mundo inteiro possam ser beneficiados com a iniciativa. 

Os estudos da empresa em relação às mudanças climáticas no oceano e aos impactos desses eventos nos portos globais são essenciais para o segmento. Além disso, os estudos e dados coletados pelos navios da Maersk desde 2012 aumentam os dados meteorológicos oceânicos disponíveis publicamente em 28%. A empresa tem como objetivo acessibilizar esses estudos, uma vez que a coleta de dados no oceano é de extrema dificuldade e, ao mesmo tempo, é essencial para uma boa operação dos portos. 

Dessa forma, todas as coletas realizadas serão divulgadas por meio do Global Ocean Observing System – GOOS (Sistema Global de Observação do Oceano, em tradução livre), administrado em conjunto pela Unesco e pela Organização Meteorológica Mundial (OMM). A companhia ainda não divulgou a data para que isso aconteça, mas após o anúncio, acredita-se que a disponibilização dos dados está muito próxima e que o setor portuário poderá aproveitar esses estudos em breve. 

Disponibilização de dados meteorológicos da Maersk tem como objetivo ajudar as pesquisas em relação às mudanças climáticas no mundo 

Entre as suas iniciativas para os estudos no oceano, a Maersk realizou uma colaboração com o Serviço Meteorológico Nacional da Alemanha e instalou estações meteorológicas automatizadas em vários de seus navios. Com isso, a coleta de dados é feita de forma mais precisa e a companhia consegue melhores resultados em relação às mudanças climáticas que estão ocorrendo nos mares. Esse é o principal objetivo da empresa com a iniciativa, coletar informações sobre essas mudanças e, agora, compartilhá-las com o mercado global. 

O chefe de Padrões Marítimos da Maersk, Aslak Ross, comentou sobre a iniciativa de compartilhar os dados com o mercado global e destacou que “as tripulações e embarcações da Maersk coletam observações meteorológicas há anos, e estamos orgulhosos por podermos compartilhar esses dados e ajudar os pesquisadores a obter uma melhor compreensão do impacto das mudanças climáticas. A mudança climática é, sem dúvida, um dos maiores desafios que a comunidade global está enfrentando. Definimos uma estratégia para zerarmos as emissões de carbono até 2040, mas também nos comprometemos, como parte de nossa estratégia ESG, a contribuir com a ciência, por meio dos dados coletados de nossas embarcações. Essa tem sido uma oportunidade de ter as observações meteorológicas digitalizadas”.

Todas as 300 embarcações da Maersk estão compartilhando dados várias vezes ao dia e, com isso, estima-se que mais de sete mil observações serão feitas diariamente, contribuindo para novos dados meteorológicos e informações sobre como as mudanças climáticas estão ocorrendo para beneficiar o setor portuário.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes