Início Empresa Portos do Paraná faz audiência do projeto Cais Leste, que busca otimizar a recepção e descarga ferroviária

Empresa Portos do Paraná faz audiência do projeto Cais Leste, que busca otimizar a recepção e descarga ferroviária

outubro 24, 2021 às 3:24 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Conhecida pela sua atuação na área ferroviária, a Portos do Paraná tem o objetivo de centralizar a descarga na ferrovia com o seu novo projeto, Cais Leste
Conhecida pela sua atuação na área ferroviária, a Portos do Paraná tem o objetivo de centralizar a descarga na ferrovia com o seu novo projeto, Cais Leste. Fonte: Rodrigo Felix Leal/SEIL

Conhecida pela sua atuação na área ferroviária, a Portos do Paraná tem o objetivo de centralizar a descarga na ferrovia com o seu novo projeto, Cais Leste.

Os impactos que a descarga ferroviária cria sobre as cidades é um problema que as empresas desse ramo buscam solucionar. Pensando nisso, a empresa Portos do Paraná fez, nessa última quarta-feira, (20/10), uma audiência totalmente virtual, junto da administração dos portos de Paranaguá e Antonina, sobre a reforma ferroviária na região, para que pudesse vir a discutir sobre o seu mais novo projeto, Cais Leste. Assim, o principal objetivo a ser desenvolvido visa a melhoria na recepção e descarga na ferrovia.

Leia outros artigos interessantes:

A reestruturação ferroviária na região leste do Porto de Paranaguá é o passo inicial da Portos para centralizar a descarga ferroviária

Como a maior parte dos portos do Brasil, o Porto de Paranaguá conta com 11 acessos de exportação de granéis sólidos que não possuem um desvio para ferrovias, o que é um grande problema. O projeto Cais Leste tem o objetivo de fornecer uma descarga ferroviária mais rápida, ágil e que minimize os impactos em relação ao tráfego na cidade.

O presidente da Portos do Paraná afirmou que: “Com esse projeto, mais que aumentar a participação do modal ferroviário, pretendemos mudar a visão e a estratégia da operação”. Isso significa que a reestruturação da região leste do porto busca centralizar a descarga para que a operação se torne ainda mais prática e aumente a sua capacidade diária, visando mais lucros no futuro.

Com o projeto Cais Leste, a empresa irá construir uma moega única e exclusiva para atender os 11 terminais que funcionam na área leste do Porto de Paranaguá. Isso irá acontecer por meio de vias aéreas, o que impede que as descargas ferroviárias tenham impacto direto no fluxo da cidade.

Mas o projeto não se limita somente aos problemas atuais do porto, a Portos do Paraná está reestruturando esse local com pensamentos a longo prazo. Assim, o Cais do Leste busca atender à demanda de cerca de 20 ou 30 anos futuros, com uma infraestrutura adequada para isso, para que a capacidade do porto possa sempre estar em crescimento.

Projeto Cais Leste pode ser a grande alternativa para aumentar a produtividade ferroviária, além de solucionar problemas da região

O ponto principal da reestruturação do porto para a descarga ferroviária no projeto Cais Leste são as linhas de descarga e o aumento dos vagões. Atualmente, estão em funcionamento cerca de 550 vagões, e a Portos do Paraná está buscando aumentar essa quantidade para até 900 vagões, funcionando em 3 linhas distintas, para agilizar as descargas.

A expectativa dos diretores do projeto é que as 3 linhas sejam independentes para que eles consigam descarregar, somente utilizando as ferrovias, cerca de 24 milhões de toneladas de granéis a cada ano. Isso fará com que a produtividade do porto acompanhe o crescimento junto com as reformas na infraestrutura.

Além de todo o benefício na produção e nos lucros locais, o diretor de engenharia da empresa Portos do Paraná, André Cassanti afirma que “Serão cerca de 700 caminhões a menos por dia. Além disso, o projeto traz como benefícios gerais a redução dos custos logísticos e da poluição, considerando que o transporte ferroviário emite cerca de 70% menos CO2”. Assim, o projeto Cais Leste também é uma alternativa viável para a diminuição nos impactos ambientais.

Após a audiência feita pela Portos do Paraná, o projeto começará aos seus estágios iniciais a todo vapor, com previsão de início da construção em si no primeiro semestre de 2022. Além disso, toda a reunião estará disponível para acesso público no próprio site da Portos do Paraná.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes