Thursday, 21 de October de 2021

Tipo de navios e sua importância para o transporte marítimo no Comércio Exterior

A importância dos navios para o COMEX

O Transporte Marítimo é feito por qualquer tipo de embarcação planejada para navegar em águas marítimas.

O objetivo dos navios é realizar desde o transporte de pessoas a mercadorias e produtos que movimentam a economia de diversos países, denominado de Comércio Exterior (COMEX), permitindo também que alianças comerciais internacionais sejam feitas. O Transporte Marítimo é um meio de transporte mais utilizado para transporte de veículos, eletrônicos, petróleo e seus derivados, minérios, passageiros e etc.

Continua Depois da Publicidade

Com importância histórica para o desenvolvimento do mundo globalizado que conhecemos hoje, os navios passaram por diversas evoluções tecnológicas ao longo da história desde a Antiguidade, a modernização dos sistemas e a tecnologia de ponta no Comércio Exterior vem sendo cada vez mais utilizada para facilitar o transporte, manutenção e prevenir acidentes.

Com o cenário cada vez mais globalizado e com a tecnologia cada vez mais presente no Transporte Marítimo, o Transporte Marítimo transporta altos volumes de carga entre nações, fornecendo assim matéria prima para países que possuem maior desenvolvimento tecnológico que fornecem produtos industrializados e equipamentos. Esse processo da Globalização cria alianças entre as nações que são solidificadas pelo Transporte Marítimo.

Esse meio de transporte possibilita o transporte de milhares de toneladas de carga entre os países com baixo custo de frete e maior agilidade e eficiência. No mundo, cerca de 70% de todas as mercadorias que circulam são transportadas por meios marítimos.

Por se tratar de um recurso estratégico fundamental para as Relações Internacionais e também para o Comércio Exterior, foram criados órgãos intervenientes para definir leis, regras, normas e regulamentações para o modal marítimo que abrange o âmbito internacional e nacional. Entre os órgãos principais intervenientes internacionais podemos citar a IMO (International Maritime Organization) que promove a segurança e eficiência da navegação, assim como medidas de prevenção para evitar a poluição nos mares. Destacamos como órgão nacional o Departamento da Marinha Mercante (DMM) que é responsável pelos registros de armadores, fretes, acordos bilaterais, conferências de fretes e outros assuntos referentes ao Transporte Marítimo.

O Transporte Marítimo é dividido em duas categorias:

Divisões do Transporte Marítimo

Navio porta-contêiner – créditos: portalntc
  • Cabotagem: Chamada também de Transporte Costeiro, a Cabotagem é definida como uma navegação nacional, portanto, esta é realizada somente entre os portos nacionais através de mares e rios.
  • Internacional (Longo Curso): Também pode ser chamado de “Transporte de Longo Curso, este é realizado entre portos de países diferentes, ou seja, a distância que a embarcação percorre é maior e esse transporte pode ser realizado entre portos nacionais e internacionais.

É importante ressaltar que o transporte marítimo que trafega pela navegação costeira realizada dentro do mesmo país é considerado também como cabotagem.

Vantagens e Desvantagens do Transporte Marítimo no Comércio Exterior

Entre as vantagens do Transporte Marítimo, destacamos como as principais:

  • Baixo custo quando comparado a outros meios de transporte;
  • Alcança lugares remotos que são banhados por mares ou rios;
  • Pode transportar milhares de toneladas por viagem;
  • Transporte seguro já que um ataque de piratas é menos provável de acontecer do que roubos em transporte terrestre.

Em relação às desvantagens, podemos destacar:

  • Lentidão no transporte já que a viagem pode durar até 1 mês e meio para chegar em seu destino final (Exemplo, viagem de navio do Brasil para a China, demora cerca de 45 dias pra ir e 45 dias para voltar)
  • Limitações ao desembarque de cargas e pessoas no Comércio Exterior
  • Necessita de altos investimentos para viabilização e manutenção

Os navios focados no Comércio Exterior são construídos de forma adequada para a finalidade da carga a ser transportada, ou seja, dependendo da sua função suas características são diferentes, por exemplo, um navio petroleiro possui maior largura e profundidade menor, o que facilita que essa embarcação navegue em canais, estreitos e locais que possuam menor profundidade.

Tipos de Navios

Você sabe que tipo de navio você está vendo, quando avista um? Vem comigo, te ensino a distinguir.

Além dos navios cargueiros, há também navios que são fabricados com intuito de transportar um tipo específico de carga, como os gaseiros, petroleiros, tanqueiros, graneleiros e também os que transportam carga viva no Comércio Exterior. Cada categoria possui um cuidado específico para que se mantenham em atividade constante e não caiam em desuso, fato que causaria grandes prejuízos pois um navio parado custa milhões de dólares por dia. Confira abaixo os tipos de navios mais utilizados atualmente:

Navio Cargueiro ou Convencional

Um navio cargueiro em Elliot Bay, Seattle, Washington – Créditos: Wikipédia

Essa embarcação é destinada ao transporte de carga geral n Comércio Exterior, possui em sua estrutura porões que são divididos com intuito de atender a demanda de diversos tipos de carga. Essas embarcações são conhecidas por serem polivalentes. Sua estrutura é normalmente equipada com guindastes que são utilizados para carregar e descarregar a carga do navio.

Navio Graneleiro

Vale Brasil – o maior navio graneleiro do mundo/Créditos: Offshore today

Essa embarcação é destinada a realizar o transporte de grãos e mercadorias a granel como grãos, minérios, carvão, fertilizantes e etc. Estes possuem grandes escotilhas que permitem a armazenagem da carga. Esses navios possuem terminais portuários especiais para ser feito a carga e o descarregamento das cargas contidas no mesmo. Os primeiros Navios graneleiros foram fabricados nos Grandes Lagos dos Estados Unidos e foram utilizados para transportar minério de ferro.

Navio Tanque

Superpetroleiro Sirius Star. – Créditos: StarWorld

Essa embarcação é destinada ao transporte de líquidos. O Navio Tanque é responsável por transportar produtos químicos, óleos comestíveis, óleos vegetais e metanol. Essa categoria exige que os tanques passem constantemente por um alto padrão de limpeza com objetivo de manter a pureza do líquido que será transportado e armazenado nos tanques. 

Navio Ro-Ro

Navio da  Xiamen Shipbuilding Industry  – Divulgação Siem Car Carriers

Ro-Ro é uma sigla para definir a palavra Roll On-Roll Off. Essa embarcação é ideal para transportar veículos que embarcam e desembarcam por rampas com as próprias rodas. Esse navio é completamente fechado e pode também ser caracterizado como um grande estacionamento vertical onde é possível ajustar a altura dos andares de acordo com o tipo de carga transportada.

Navio Porta-Contêiner

CMA CGM Marco Polo – créditos brzemr:

Esse navio possui finalidade de transportar contêineres. Estes que são alocados em encaixes perfeitos. Esse transporte se tornou a principal forma de transporte de produtos manufaturados em todo o mundo. Esses navios são compostos por vários porões equipados com guias de células que permite que os contêineres se encaixem perfeitamente e permite que eles sejam presos ao vaso e em seguida um ao outro, o que permite a estabilidade da navegação. Os navios Porta-Contêineres normalmente são carregados por guindastes especializados com acessórios para levantar os contêineres.

Navio Porta-Barcaças

MV Rhine Forest – créditos: Wikipédia

Essa embarcação possui guindastes para embarque e desembarque de barcaças pela popa do navio. Projetado para operar em portos congestionados, esses navios transportam em seu interior barcaças com capacidade de 400 T ou 600 m³. São conhecidos também como Navio Lash provenientes da expressão inglesa Lighter Aboard Ship.

Navio Sea-Bee

Skibet SEABEE  – creditos: Sputnik news

Esse navio é responsável por transportar as barcaças portanto diferente dos sistemas Lash quanto ao embarque das barcaças, já que as mesmas são arriadas e ou içadas para bordo através de uma plataforma na popa que substitui os guindastes presentes nos navios de categoria Lash. Esse navio pode se converter em Graneleiro e ou Porta-Contêiner.

Container

Contêineres – créditos: Dclogistica

O Contêiner chamado também de Contentor é um equipamento utilizado para transportar cargas de alto volume e é por isso que deve-se ter grande quantidade de contêineres em estoque para que as cargas possam circular livremente pelo mundo sem que haja uma defasagem de contêineres o que atrasaria as mercadorias o que custaria bilhões de dólares em prejuízos para as empresas que exportam e importam e os reflexos poderiam ser sentidos na economia mundial.

Os contêineres possuem grandes dimensões e é caracterizado por ser uma caixa de metal ou madeira destinada ao transporte de carga em navios, trens e caminhões. As empresas de transporte adotam o sistema de Leasing, principalmente aquelas que fazem o transporte marítimo desses contêineres, estes que são alugados por dia, para uma viagem simples, viagem completa de ida e volta por um curso prazo ou até mesmo para prazos maiores de 1 ano.

O valor do aluguel do container varia com tipo e tamanho. Há diversos tipos de contêineres criados atualmente e adaptados para diversos tipos de cargas, desde granéis líquidos até mesmo destinados ao transporte de cargas vivas e petróleo, que movimenta o mercado econômico internacional e nacional sendo um dos principais produtos de exportação e importação. Confira os principais tipos de contêineres utilizados atualmente:

Dry Box

Esse tipo de contêiner é básico e possui portas nos fundos e é ideal para transportar cargas secas como alimentos, roupas, móveis e etc.

Container Ventilado 

Este é utilizado para transportar cargas que necessitam de ventilação para conservar, assim como o transporte de Café, Cacau e também Cana de Açúcar que devem ser feitos nestes contêineres.

A parte inferior das paredes permite a entrada de ar e as pequenas aberturas no alto das paredes laterais também permitem as mesmas condições.

Contêiner Refrigerado

Contêiner Refrigerado – créditos: Dclogistica

Semelhante também ao Dry Box, este é completamente fechado e possui como finalidade transportar cargas perecíveis congeladas e ou refrigeradas que precisam ter temperatura controlada assim como carnes, sorvetes, frutas e verduras.

Container Graneleiro

Este é totalmente fechado e é destinado a transportar cargas a granel. Possui aberturas no teto (Escotilhas) para que o carregamento seja feito e na parte inferior possui escotilha para descarregamento. Esse contêiner é indicado para transportar grãos e outros produtos agrícolas.

Contêiner com Abertura de Topo (Open Top)

Contêiner com Abertura de Topo (Open Top) – /SANYO DIGITAL CAMERA

Este é utilizado para realizar o transporte de carretos pesados que apresenta dificuldades para embarque pelas portas dos fundos e necessitam de um acesso especial. Esses contêineres são cobertos com uma cobertura de tecido, alguns deles são encaixados com cobertura de painéis hatch removíveis de metal

Half Height Container

Half Height Container – cargostore

Este possui meia altura e é fechado com lonas e cabeceira basculante. Ideal para transporte de minérios onde a carga é densa e se fosse embarcado em open top não poderia ser utilizado integralmente quando falamos de volume.

Open Side

container Open Side – Dclogistica

Esse container possui apenas 3 paredes e uma das suas laterais é aberta. Ideal para transportar mercadorias que possuem dificuldade para embarcar pela porta dos fundos.

Flat Rack

Flat Rack – créditos: Ampladc

Esse contêiner combina uma mistura interessante de Open Top e Open Side, este é aberto nas laterais tendo apenas o piso e as cabeceiras em duas extremidades, frente e fundo. Este é utilizado para transportar cargas pesadas e grandes que excedem as dimensões.

Plataform

Contêiner que possui apenas piso apropriado para cargas de grandes dimensões ou alto peso de carga.

Tank

Tank – tws-gmbh

O Contêiner tanque é padronizado e ideal para transportar líquidos em geral, perecíveis ou não perecíveis.

Container Flexível

Este é ideal para transportar materiais sólidos e ou pastosos, possui estrutura de tecido flexível projetado para transportar mercadorias de um local para outro.

Construído com tecido em polipropileno e projetado para suportar 500 e 3 mil quilos, seu uso é comum em indústrias para cargas de 1000 e 1500 quilos. Esse contêiner mantém melhor acomodação e proteção contra materiais pontiagudos além de ser impermeável, desmontável e reutilizável.

Gostou do nosso artigo? Que tal deixar para nós um feedback com sua opinião nos comentários? Sua opinião é muito importante para nós! Até mais!

Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.