Início Profissões com vagas de emprego da indústria naval do Brasil: setor portuário tem cargos com salários de até R$ 300 mil por mês.

Profissões com vagas de emprego da indústria naval do Brasil: setor portuário tem cargos com salários de até R$ 300 mil por mês.

novembro 3, 2021 às 3:15 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
vagas de emprego; indústria naval vagas; profissões com vagas de empregos da indústria naval do Brasil
Imagem: Profissões com vagas de emprego na indústria naval do Brasil. Fonte: Canva.

Você irá conferir uma lista completa de profissões e entender como anda a empregabilidade dos diferentes setores dentro do mercado da indústria naval.

Breve histórico sobre os empregos gerados pela construção naval do Brasil

Articulado pelo Governo Federal, o Plano de Metas vigorou entre 1956 a 1961, e em 1958 foi criado o Fundo da Marinha Mercante, ambos constituíram um marco importante para o setor naval do Brasil. Desta forma, com o desenvolvimento dessa indústria, observou-se uma explosão no mercado de trabalho, dando um salto no volume de empregos, conforme Imagem 1.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News
empregos indústria naval
Imagem 1: Volume de empregos entre 1960 e 2011. Fonte: Sinaval

Por volta de 1960, quando foi criado o Fundo da Marinha Marcante, a indústria naval possuía um total de 1.430 empregos. Em 1966 foi construída a primeira plataforma fixa no Estaleiro Mauá, no Rio de Janeiro.

Leia também outras notícias interessantes do setor naval:

Já em 1970, durante a ditadura militar e o lançamento do Plano de Emergência da Indústria Naval (1969-1970), foram criados 18 mil empregos.

Em 1976 havia 25 mil empregos, e no seu ápice, em 1979, a indústria naval gerava 39.155 empregos.

Todavia, houve uma recessão econômica nos anos 1980 que afetaram o setor, e consequentemente, esses empregos foram diminuindo. Na década de 1990, esse fenômeno se deu pela desregulamentação do transporte marítimo de longo curso, que inviabilizou a operação dos armadores brasileiros, chegando a oferecer apenas 1.900 empregos no ano 2000. Somente a partir de 2005, o nível de emprego do setor se elevou significativamente.

Veja este vídeo da profissão com a maior remuneração da indústria naval.

A retomada da indústria naval pós anos 80.

O setor de construção naval brasileiro, depois de um longo período de estagnação nos anos 80, experimentou um movimento de retomada de investimentos.

Este movimento refletiu em função da expansão e modernização da capacidade produtiva, bem como no aumento da produção das embarcações.

Tal fator decorreu, principalmente, do crescimento das atividades petrolíferas offshore, que acarretou a necessidade de novas embarcações para esse mercado, e de uma política voltada ao desenvolvimento da indústria nacional.

Conheça as profissões da indústria naval com vagas de emprego no Brasil.

Segundo o Ministério da Infraestrutura, o setor portuário é uma das áreas mais rentáveis do mercado de trabalho brasileiro, independente do campo de atuação.

A maioria das profissões do setor portuário está em constante ascensão, cada uma na sua modalidade e com requisitos próprios, exigindo profissionais altamente qualificados e especialistas em suas áreas de atuação.

Sob essa perspectiva, são muitas as oportunidades criadas na indústria naval que possibilitam a entrada de novos profissionais nesse importante mercado de trabalho.

Conheça as 5 profissões com vagas de emprego indústria naval do Brasil que prometem muita rentabilidade nos próximos anos.

Prático

Uma das profissões com vagas de emprego indústria naval do Brasil é a praticagem.

O prático é o profissional responsável por orientar e auxiliar os navegantes nacionais e internacionais no acesso ou na saída de embarcações nas áreas dos portos.

Esta profissão paga entre R$ 50 mil a R$300 mil por mês no Brasil.

Analista ou Operador de Logística Portuária

A segunda que figura a lista de profissões com vagas de emprego indústria naval do Brasil que destacamos é o analista ou operador de logística portuária.

Este profissional é extremamente necessário para garantir a gestão dos portos nacionais, pois ele é o responsável por administra a movimentação, o transporte, o armazenamento, o recebimento, o controle, a segurança e a utilização de materiais e mercadorias que circulam nos portos e navios.

Esse cargo é desenvolvido por profissionais especializados em Engenharia Portuária.

Engenharia Naval

Veja o vídeo – O que é ENGENHARIA NAVAL? O que faz um ENGENHEIRO NAVAL? Engenharia naval no Brasil

O Engenheiro naval é outrao profissional que figura a lista de profissões com vagas de emprego indústria naval do Brasil. Ele é o profissional diretamente ligado à construção e manutenção de embarcações, plataformas marítimas e outros veículos de transporte por águas.

Ele pode atuar também em diversas outras atividades que envolvem o setor Aquaviário (portos e navios), dentre elas: inspeção de matéria-prima, métodos de trabalho dos técnicos e profissionais, gerenciamento de transporte marítimo e fluvial, controle de tráfego de embarcações e funções que envolvam a exploração e a produção de recursos marítimos.

Segundo o dissídio de Engenheiro Naval de 2021, o salário deste profissional pode chegar a R$ 9.476,18, conforme calculado por uma amostragem na Bahia, estado que apresentou a melhor remuneração deste profissional.

Engenheiro Portuário

O Engenheiro Portuário atua no desenvolvimento e na construção de empreendimentos na costa ou nas proximidades. Com alta demanda, esta profissão com vagas de emprego indústria naval do Brasil é responsável pela identificação do impacto que ondas, salinidade, marés, tempestades e até maremotos podem causar nas edificações costeiras, através de estudos da hidrodinâmica.

A média salarial deste profissional é de R$11.838,00 mensal, segundo o LoveMondays.

Gestor ou Gerente Portuário

Veja o vídeo – PROFISSÃO: GERENTE TERMINAL PORTUÁRIO

Esta profissão com vagas de emprego indústria naval do Brasil é responsável por todas as operações que garantem o funcionamento de portos e navios.

Segundo o Guia de Carreira, as maiores oportunidades de emprego são dadas por agências marítimas, empreiteiras, empresas de importação e exportação de logística portuária, de operação portuária, de transporte multimodal, além de portos marítimos e hidroviários.

O salário médio deste profissional é de R$12.471,00.

Conheça a lista completa de profissões com vagas de emprego da indústria naval.

A construção de navios é um processo de engenharia complexo. A razão por trás disso é que o processo de construção naval é um conglomerado de insumos por profissionais que abrangem uma ampla gama de especializações.

O mundo marítimo possui uma infinidade de oportunidades de emprego em diversos setores. 

Este é um campo excitante que oferece emprego offshore junto com grande remuneração, aventura e diversão. 

Enumeramos aqui, todos os tipos de opções de carreira que exigem desde requisitos menores de qualificação até aqueles que necessitam de graus mais elevados, além de possuir alta demanda e empregabilidade no mercado da industrial naval.

  1. Engenheiro Marítimo 
  2. Arquiteto Naval ou designers navais
  3. Despachante
  4. Soldadores e Soldas
  5. Agrimensores Marítimos
  6. Contramestre
  7. Fabricantes estruturais
  8. Perfuradora de petróleo 
  9. Marinheiro comum (OS) 
  10. Montador de navios 
  11. Empurrador de Ferramentas 
  12. Rebocador 
  13. Engenheiro de construção naval
  14. Corretor
  15. Construtor de navios
  16. Pump man 
  17. Roughneck 
  18. Motorman
  19. Operador de manutenção 
  20. Gestão Ambiental da Marinha 
  21. Engenheiro de barcaças 
  22. Fotografia Subaquática 
  23. Aquicultura 
  24. Ship Banker
  25. Inspetores de controle de qualidade
  26. Eletrotécnico Offshore
  27. Engenheiro de Carga 
  28. Engenheiro de Gás 
  29. Repórter Marítimo
  30. Segurador 
  31. Oficial de Rádio 
  32. Superintendente de Navios 
  33. Capitão de navio
  34. Empregos na Galé do Navio 
  35. Remetente 
  36. Comandante Fluvial
  37. Marinheiro de Máquinas
  38. Navio Chandler 
  39. Arqueologia Marinha
  40. Engenheiro Submarino 
  41. Encanadores
  42. Enfermeira da Marinha 
  43. Biólogo Marinho
  44. Consultor
  45. Empregos de Segurança Marítima 
  46. Hidrográfico 
  47. Ocean Engineer 
  48. Advogado Marítimo 
  49. Steward do navio 
  50. Mecânico de Barcos 
  51. Eletricistas
  52. Carpinteiros
  53. Riggers

A problemática da qualificação e da requalificação da força de trabalho na indústria naval

A crescente demanda do setor por plataformas de prospecção e exploração, por navios de grande porte e de apoio às atividades offshore (em mar) já levou a um aumento considerável na geração de emprego no setor naval. Contudo, entre os principais desafios da indústria naval do país está a formação e a qualificação de mão de obra especializada que possibilite o aumento da produtividade e da competitividade dos estaleiros e o desenvolvimento de novas tecnologias e inovação na rede de fornecedores de conteúdo local para o setor.

Além disso, durante a pandemia, muitos trabalhadores do setor foram para outras áreas ou passaram a trabalhar por conta própria. Desta forma, os empregadores deverão investir nos funcionários com cursos de atualização e especialização para retomada da indústria naval.

A indústria naval brasileira vive um momento de buscar forças para garantir sucesso nas frentes de diversificação nas quais vêm depositando suas fichas nos últimos sete anos.

Perspectivas de empregos do setor de transporte nos próximos anos

Veja o vídeo – Comissão da Indústria Naval: Encomendas da Marinha são aposta do Sinaval para aquecer o setor

A Empresa de Planejamento e Logística (EPL), é o órgão responsável de inteligência do setor de infraestrutura de transportes. Ela tem acompanhado de perto os impactos da COVID-19 no setor de transportes brasileiro que provocarão mudanças estruturais significativas nos próximos tempos.

A Empresa de Planejamento e Logística (EPL), é o órgão responsável de inteligência do setor de infraestrutura de transportes. Ela tem acompanhado de perto os impactos da COVID-19 no setor de transportes brasileiro que provocarão mudanças estruturais significativas nos próximos tempos.

Foram previstas as concessões de 11 terminais portuários em 2020, são eles: STS14, STS14A, localizados no Porto de Santos (arrendados em agosto/2020); PAR12, localizado no Porto de Paranaguá/PR; IQI03, IQI11, IQI12, IQI13, localizados no Porto do Itaqui/MA, ATU12 e ATU18, localizados no Porto de Aratu/BA; MCP02, localizado no Porto de Santana/AP; MAC10, localizado no Porto de Maceió/AL.

Para o ano de 2021 são esperados 12 arrendamentos, são eles: MUC01, localizado no Porto de Mucuripe/CE; MAC13, localizado no Porto de Maceió/AL; STS08 e STS08A, localizados no Porto de Santos/SP; PEL01, localizado no Porto de Pelotas/RS; TERSAB, localizados no Porto de Areia Branca/RN; VDC10 e VDC10A, localizados no Porto de Vila do Conde/PA; MAC11 e MAC12, localizados no Porto de Maceió/AL; PAR32 e PAR50, localizados no Porto de Paranaguá/PR.

Além desses terminais, ainda está prevista a desestatização da CODESA, do Porto de São Sebastião, do Porto de Santos e do Porto de Itajaí.

De acordo com o boletim do Ministério da Infraestrutura, estima-se que os referidos processos trarão investimentos de mais de 8 bilhões de reais e gerarão mais de 70 mil empregos diretos e indiretos. Por fim, objetiva-se aumentar a eficiência, desonerar o erário e aumentar a produtividade do setor.

Oportunidade aberta de vagas de emprego na indústria naval do Brasil.

O thyssenkrupp, Estaleiro Brasil Sul em Itajaí (SC), estão contratações de pessoal visando iniciar a obra da primeira fragata já no primeiro semestre de 2022.

Nos últimos meses, a thyssenkrupp seguiu o foco nas contratações em nível de engenharia, planejamento e áreas administrativas. Com a base destes setores já formada, iniciou-se recentemente as contratações em nível de produção.

É possível conferir as oportunidades em aberto no site da thyssenkrupp dedicado à publicação de vagas. Há dezenas de oportunidades em vários setores de produção: montagem, solda, tubulação e transporte, bem como vagas para os setores administrativos e o banco de talentos, onde o candidato pode preencher um formulário com os seus dados para oportunidades futuras.

De acordo com o cronograma, a expectativa agora é para a chegada do aço, o que deve acontecer ainda este ano, propiciando o primeiro corte de chapa no primeiro semestre de 2022. A previsão de entrega da primeira fragata será para o ano de 2025, e a quarta, em 2028.

Serão construídas quatro fragatas em Itajaí (SC) pelo consórcio Águas Azuis, uma aliança entre thyssenkrupp Marine Systems, Embraer e Atech.

Os projetos dos navios de combate contemplam 107,2 metros de comprimento, boca de 15,95 metros e um deslocamento de 3,5 mil toneladas.

A supervisão do projeto será feita pela EMGEPRON, Empresa Gerencial de Projetos Navais, uma empresa pública vinculada ao Ministério da Defesa por intermédio do Comando da Marinha do Brasil.

A fragata Tamandaré terá condições de enfrentar as demandas de navegação do Oceano Atlântico e será equipada com lançadores de mísseis e torpedos.

A capacidade total de cada fragata é para 136 tripulantes, mais um helicóptero, capaz de realizar operações antissubmarino, e um drone, veículo não tripulado, com capacidade para pouso e decolagem verticais.

Relacionados
Mais recentes