Tuesday, 30 de November de 2021

Petrobras informa aumento na produtividade do terceiro trimestre do ano de 2021

A Petrobras anunciou os resultados dos seus esforços para o aumento na produção de gás natural , com um crescimento significativo no terceiro trimestre

A famosa empresa Petrobras anunciou os resultados dos seus esforços para o aumento na produção, com um crescimento significativo no terceiro trimestre deste ano.

Nesta última quarta-feira, (20/10), a Petrobras anunciou os dados em relação à sua produção no terceiro trimestre de 2021, com aumentos importantes para a empresa em relação ao óleo e gás natural, em comparação ao restante do ano. Os resultados da produção são frutos de uma gestão empenhada no crescimento, mesmo em meio a um cenário conflituoso e complicado, com as restrições relacionadas à pandemia da Covid-19.

Continua Depois da Publicidade

Confira outros artigos interessantes:

A estatal conseguiu manter um bom desempenho no cenário atual e potencializou a produção dos seus principais produtos durante o trimestre

Durante o terceiro trimestre de 2021, a Petrobras conseguiu fazer um aumento de cerca de 1,2% em comparação ao trimestre anterior. O aumento aconteceu tanto na produção de óleo e gás natural e a empresa chegou à marca de 2,83 milhões de barris de óleo por dia, o que é um grande avanço para a estatal em relação à sua produção.

A empresa comentou sobre o que aconteceu para esse aumento e afirmou que: “O aumento da produção neste trimestre é devido, principalmente, à entrada em operação em agosto do FPSO Carioca (campo de Sépia) e à maior média de produção no trimestre do FPSO P-70 (campo de Atapu), que atingiu a capacidade máxima no início de julho, confirmando o bom desempenho dos poços e da plataforma”.

Os campos de Sépia e Atapu se localizam na região do pré-sal da Bacia de Santos e, por isso, se consolidaram como uma área com uma vasta reserva, além do baixo risco de retirada e custos mais competitivos. A produção foi tão significativa que, apenas neste trimestre, representou 71% de toda a produtividade da empresa.

Em relação ao fator de utilização das refinarias, a empresa teve um aumento de cerca de 10%, em comparação ao último trimestre. Essa porcentagem de crescimento também ocorreu em relação à produção de derivados, principalmente em relação à gasolina, ao diesel e ao querosene para utilização em aviação.

E como ficou a questão do gás natural em meio a esse crescimento de produção no terceiro trimestre do ano?

O problema da crise hídrica relacionada à produção do gás natural ainda preocupa a estatal, mas ela afirma que segue nos empenhos para maximizar a sua produtividade e enfrentar essa crise a todo custo. O resultado desses esforços é nítido na produção do gás natural durante o terceiro trimestre deste ano, que teve um aumento de cerca de 26,2% em comparação ao último trimestre.

Em relação às vendas do gás natural, a Petrobras está conseguindo manter um bom ritmo e tendo bons resultados. A empresa obteve, somente no terceiro trimestre do ano, um volume de venda de 89 milhões de m³/dia, aumentando a sua venda em cerca de 7 milhões de m³/dia em comparação ao trimestre anterior.

Enquanto isso, o volume de venda do GNL, ou Gás Natural Liquefeito, cresceu cerca de  66,7% em comparação ao segundo trimestre do ano, totalizando uma média de 30 milhões de m³/dia nesses três últimos meses. Isso prova que os esforços da estatal não estão sendo em vão e os resultados estão nítidos.

A capacidade suportada para regaseificação na Baía de Guanabara é um dos principais fatores que levaram a esse volume de venda tão alto em relação ao GNL e a Petrobras afirmou que “Tais resultados evidenciam o esforço empreendido pela Petrobras para maximizar a oferta de gás e garantir a confiabilidade do suprimento aos seus clientes”.

Ruth Rodrigues
Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.