Início Produção industrial fluminense abandona o otimismo após atingir o maior nível do ano, aponta Firjan

Produção industrial fluminense abandona o otimismo após atingir o maior nível do ano, aponta Firjan

julho 22, 2022 às 3:40 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Produção industrial fluminense
Produção industrial fluminense (Reprodução: divulgação)

A produção industrial fluminense sofreu um impacto negativo após uma situação de otimismo. Conforme O Índice de Confiança do Empresário Industrial Fluminense (ICEI-RJ), a produção atingiu no mês de junho o maior patamar registrado para 2022 (58,8 pontos), porém, recuou para 55,6 em julho.

Embora o recuo na produção industrial fluminense tenha ocorrido, os empresários continuam otimistas diante do cenário. Isso porque a retração ocorreu devido ao contexto inflacionário, alta de juros e a desaceleração econômica mundial, que impacta diretamente o fornecimento de matérias-primas em todo o planeta.

A análise foi realizada pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). Apesar do recuo, a perspectiva para o próximo semestre continua otimista, conforme o índice de Expectativas, que apontou 59,5 em julho, continuando acima da média anual (58,7). O otimismo para os próximos seis meses permanece devido à situação das próprias empresas, que registrou 62,2 pontos somente em julho.

Artigos recomendados

Além disso, as expectativas sobre a economia brasileira – que registrou 54,6 pontos – e em relação ao estado do Rio de Janeiro em relação à produção industrial fluminense, continuam otimistas, apesar da redução na passagem do mês.

Paralelamente, o Índice de Condições Atuais retornou a uma situação pessimista, após marcar 47.7, abaixo do esperado. A situação se agravou devido a piora na avaliação da economia brasileira, que perdeu 6,8 pontos de um mês para o outro.

Além disso, o nível de confiança em relação ao estado marcou 44,7, continuando abaixo da linha divisória dos 50 pontos pelo décimo primeiro mês consecutivo. Enquanto isso, a percepção sobre as condições das empresas retornou a uma realidade pessimista, logo após três meses de confiança em alta.

Produção industrial fluminense foi afetada pela escassez e custo das matérias-primas

Pelo oito mês consecutivo, a falta de matéria prima ocasionou um aumento nos custos da produção industrial fluminense, o que se tornou o maior problema enfrentado no setor. Inclusive, a alta superou a elevada carga tributária que, historicamente, sempre foi o maior entrave no desenvolvimento do setor. Os dados foram apresentados na Sondagem Industrial Regional fluminense do 2º trimestre de 2022, elaborada pela Firjan.

Diante desses impasses, a produção industrial fluminense obteve queda em junho, após considerável estabilidade. Neste sentido, o volume de produção da Sondagem Industrial caiu de 50,5 pontos em maio para 47,7 pontos em junho.

Essa situação foi influenciada diretamente pelo recuo na produção das empresas de pequeno e médio porte. Por outro lado, as grandes empresas fluminenses se mantiveram estáveis.

Nesta perspectiva, também foi apontado o indicador de número de empregados, que continuou abaixo da linha dos 50 pontos pelo oitavo mês seguido – marcando 49 pontos no trimestre. Sobre a redução no volume de produção, a constante utilização da capacidade instalada dos industriais fluminenses voltou a crescer no encerramento do segundo trimestre, marcando 67%.

O resultado é superior ao observado no mesmo período de 2021, onde marcou 65%. Além disso, o nível de estoques finais das empresas, independente do porto, também ficou abaixo do planejado pelos empresários. Tal situação ocorreu devido às dificuldades com insumos e a crise que impacta a cadeira industrial mundial.

Cattalini fecha primeiro semestre consolidando sua posição como terminal multiproduto.

Conheça um pouco sobre a Firjan

A Firjan cria e coordena estudos, pesquisas e projetos para orientar ações de promoção industrial e novos investimentos no estado do Rio de Janeiro. Neste sentido, os conselhos empresariais temáticos e fóruns empresariais setoriais costumam discutir tendências e lançar diretrizes para ações de apoio e assessoria às empresas fluminenses.

Atualmente, mais de 100 sindicatos industriais fluminenses são filiados à Firjan, o que representa mais de 10 mil empresas de todo o estado do Rio de Janeiro.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes