Saturday, 21 de May de 2022

Estaleiro Rio Grande poderá realizar reparo de mais duas embarcações e gerar mais empregos, no Rio Grande do Sul

Estaleiro – empregos – Rio Grande do Sul

Atualmente, o estaleiro está fazendo o reparo no navio Siem Helix I, que chegou ao dique no Rio Grande do Sul há exatamente um mês

Na segunda-feira (27/09), o Estaleiro Rio Grande recebeu uma inspeção judicial, com a visita da juíza Fabiana Gaier Baldino, da 2ª Vara Cível da cidade do Sul do estado do Rio Grande do Sul. Durante a inspeção, a Ecovix informou que há negociações avançadas para realizar o reparo de mais duas embarcações e a concretização dos negócios prevê garantir a manutenção dos cerca de 500 empregos. Leia ainda esta notícia: Estaleiro Jurong Aracruz contrata para muitas vagas de emprego

Processo de recuperação do Grupo Ecovix

No Estaleiro, a magistrada verificou o trabalho desenvolvido neste momento, com destaque para o reparo no navio Siem Helix I, que chegou ao dique há exatamente um mês. A juíza também recebeu informações sobre as prospecções de novos negócios pela Ecovix, que busca diversificar as atividades e gerar mais empregos na área naval.

A Dra. Fabiana parabenizou o trabalho e disse que a magnitude de um processo de recuperação judicial como o do estaleiro é muito complexa, mas, aos poucos, começam a superar os obstáculos. A magistrada ainda ressalta que “Demos um passo importante. Estamos otimistas. Agora é permanecer assim, para que o processo continue no caminho certo”.

O diretor-geral da Ecovix, Robson Passos, enfatizou a relevância da atuação do Poder Judiciário na reestruturação das atividades do Estaleiro Rio Grande. Para o executivo, isso é “importante e decisivo para gerar segurança jurídica aos negócios, permitindo que mais parceiros venham para cá”. Salientou também a relevante atuação do Ministério Público que vem prestando relevante contribuição para condução do caso.

Novos investimentos e empregos no estaleiro

Durante a inspeção, o Grupo Ecovix adiantou que há negociações avançadas para realizar o reparo de mais duas embarcações no Estaleiro: o Siem Helix II, navio de estimulação de poços que atua para a Petrobras na Bacia de Campos, assim como o Siem Helix I; e o Seven Waves, da Subsea 7, que também opera com a estatal brasileira, como navio de apoio a dutos (PLSV).

A concretização dos negócios deve garantir a manutenção dos cerca de 500 empregos gerados para o serviço, pelo menos até o primeiro trimestre de 2022, além de movimentar a economia de Rio Grande. “A confirmação desses investimentos reforçará a relevância do Estaleiro nesse mercado, bem como a diversificação das atividades, trazendo boas perspectivas para toda a região”, pontua Robson Passos.

No início deste mês, o Estaleiro Rio Grande retomou os trabalhos

No estado do Rio Grande do Sul, o Estaleiro Rio Grande retomou as operações após 5 anos. O navio Siem Helix I, embarcação de estimulação de poços que opera na Bacia de Campos, ingressou no dique seco do empreendimento, onde permanecerá por cerca de 45 dias para a realização de reparos. Com a operação, cerca de 500 novos empregos foram abertos para pintores, encanadores e mecânicos.

A retomada do Estaleiro Rio Grande reaqueceu a economia do estado do Rio Grande do Sul, com a abertura de 500 vagas em diversas áreas do setor naval, especialmente para pintores, soldadores, mecânicos e encanadores. Por quatro anos, a construção de plataformas para a extração de petróleo movimentou as atividades do estaleiro. Nesse período, o setor naval da cidade chegou a contar com 30 mil trabalhadores. Mas, em 2016, ele passou a sofrer os impactos da Operação Lava-Jato, que apurou desvios em contratos da Petrobras.

Roberta Santiago
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
Load more