Início Alfa Laval mostra liderança na indústria marítima e adquire seis navios porta-contêineres de combustível duplo

Alfa Laval mostra liderança na indústria marítima e adquire seis navios porta-contêineres de combustível duplo

agosto 16, 2022 às 9:43 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
navios porta-contêineres
Navios porta-contêineres (Reprodução: divulgação)

Atualmente, a tecnologia da Alfa Laval garante um papel de liderança da empresa na corrida pela transição da indústria marítima para o metanol verde neutro em carbono. Dessa forma, a Alfa Laval registrou o maior pedido de metal deste ano, para garantir o sistema de abastecimento de combustível de baixo ponto de inflamação em seis navios porta-contêineres de combustível dupla. Neste sentido, o sistema foi escolhido devido ao seu desempenho na vida real, além de questões de flexibilidade e design.

Para isso, a Alfa Laval fornecerá o metal LFSS para seis navios porta-contêineres de 1170 TEU encomendados pela Eastaway, empresa pertencente ao X-Press Feeders Group. Sendo assim, a nova série de embarcações será construída nos estaleiros chineses Ningbo Xinle Shipbuilding Group Co., Ltd e New Dayang Shipbuilding Co., Ltd, e contará com motores MAN B&W ME-LGIM de dois tempos, capazes de funcionar com metanol e combustíveis convencionais. A previsão é que a entrega do FCM Metano ocorra até junho de 2023.

Em nota, Peter Nielsen, presidente da Alfa Laval Marine Separation & Heat Transfer Equipment, apontou que a empresa está orgulhosa de ser escolhida para esse projeto significativo de metanol, e que a empreitada tem capacidade de navegar com metanol verde, onde esses seis navios porta-contêineres serão pioneiros na mudanças para operações neutras em carbono. Neste sentido, ele complementa afirmando que o metanol é um grande avanço no caminho para a descarbonização, e o metanol FCM é fundamental para os armadores progredirem no setor.

Artigos recomendados

Porta-contêineres utilizam tecnologia inovadora e sustentável

Devido a existência da tecnologia do metal ser um novo elemento na construção naval, os estaleiros adotam configurações diferentes para se adequar a sua curva de aprendizado. Isso porque a complexidade e abrangência deste projeto, exige dos estaleiros a contratação de empresas de engenharia para adquirir e integrar os componentes relacionados ao metal. Neste sentido, o FCM Metal foi selecionado devido a sua flexibilidade única, além da extensão experiência em metanol da Alfa Laval.

Devido às suas tecnologias maduras, o FCM Metanol oferece metanol com segurança dentro dos parâmetros de vazão, temperatura, pressão e filtragem especificados pelo fabricante do motor. Dessa forma, é possível adaptá-lo a qualquer projeto de motor e embarcação, permitindo entregas LFSS prontas para uso de fácil instalação. Desde 2015, o sistema foi escolhido para cerca de 20 projetos de metanol, para grandes empresas de navegação global. Atualmente, o sistema é um dos diferenciais dos navios porta-contêineres.

Sendo assim, Viktor Friberg, chefe de sistemas de separação marítima e fornecimento de combustível da Alfa Laval, aponta que o FCM Metanol possui uma grande posição de liderança na indústria. Sobre a perspectiva do projeto, ele pontuou: “Os armadores podem contar com sua automação comprovada para manter as operações de metanol seguras e protegidas, mas as vantagens do projeto são igualmente fortes para empresas de engenharia e construtores navais. Da integração à operação, o FCM Metanol simplifica o trabalho com este novo combustível verde.”

Alfa Laval compra a Desmet

Na última semana, a Alfa Laval concluiu a aquisição da empresa Desmet, pertencendo ao Grupo Desmet Ballestra, líder mundial em engenharia e fornecimento de plantas e tecnologias de processamento para os setores de óleos comestíveis e biocombustíveis. A compra fortalecerá a posição da Alfa Laval na área de energia renovável e complementará sua oferta em óleos comestíveis.

Sendo assim, a Desmet fortalecerá a posição da Alfa Laval no mercado adicionando experiências, e sendo capaz de acelerar futuras inovações em alimentos, rações e biocombustíveis, além de apoiar a transformação da Alfa Laval em direção a combustíveis renováveis. Em suma, o negócio adquirido inclui as unidades operacionais e as marcas Rosedowns e Stolz, em transação aproximada em 300 milhões de euros.

Leia mais: Navio elétrico mais rápido do mundo está mais perto do que nunca de circular pelas hidrovias de Estocolmo.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes