MENU
Indústria Naval
Menu
Início Paranaguá terá porto privado com investimento de R$ 5,6 bilhões

Paranaguá terá porto privado com investimento de R$ 5,6 bilhões

julho 11, 2022 às 5:37 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Paranaguá
Paranaguá (Reprodução: divulgação)

Na última semana, um novo investimento avaliado em R$5,6 bilhões está previsto em Paranaguá. Dessa forma, cerca de 26,5 milhões de toneladas irão movimentar as atividades do porto nos próximos anos.

Neste sentido, somente na fase inicial da construção serão investidos R$1,9 bilhão, segundo informações da Xênia Arnt, diretora da Companhia Porto Guará. Dentre os colaboradores do projeto do novo porto, também estão presentes os grupos FAR e Novo Oriente Participações.

Entre os nomes importantes que integram a proposta do Porto Guará está Luiz Henrique Tessuti Dividino, que integrou o Porto de Paranaguá durante seis anos, entre 2011 e 2017. Luiz Henrique esteve à frente do porto durante a gestão do ex-governador Beto Richa (PSDB). 

Com mais de 30 anos de experiência no setor, Dividindo foi nomeado consultor técnico do novo porto a ser construído no litoral paranaense.

A fase inicial de operações do porto prevê a construção de terminais graneleiros atrelados ao cais de atracação. Neste sentido, os terminais movimentam diversos granéis sólidos para a importação, tais como cevada, trigo, malte e fertilizantes. Posteriormente, a previsão de inauguração do porto está prevista entre 2025 e 2026.

Como será o novo porto?

Basicamente, o completo do Porto Guará foi projetado para uma execução em quatro fases. Inclusive, os projetos já estão sendo desenvolvidos desde 2015, e atenderão a demanda logística do agronegócio, especialmente porque desejam ampliar a oferta de cargas do mercado asiático.

Segundo Armt, o novo porto será um terminal portuário multicargas, que oferece operações de granéis sólidos e líquidos, que ocorrem em fases, conforme o Porto de Paranaguá atinge o seu limite de capacidade operacional. Basicamente, ele será um porto complementar ao porto de Paranaguá.

Além de fornecer a oferta de carga do mercado asiático, o novo porto também possui uma missão: recuperar o potencial portuário do Paraná que, na última década, perdeu espaço para São Paulo e Santa Catarina. Com a capacidade de sua construção, é possível que o novo porto cumpra a sua missão.

Como benefício da construção do novo porto, cerca de 3 mil empregos diretos serão construídos. Entretanto, devido a área de influência e atratividade do negócio para as empresas da região, é possível que a geração de empregos chegue a quase 10 mil novos postos de trabalho, somente em Paranaguá.

Os benefícios do novo porto de Paranaguá

Diferente de outros portos, o Porto Guará possui um grande diferencial: ele funcionará com um terminal e poderá operar navios de maior porte, equipados com uma forte demanda tecnológica. Dessa forma, ele terá mais agilidade no carregamento e descarga de navios, vagões de trem e caminhões.

Somado a isso, a proposta busca incluir um complexo logístico rodoferroviário, que está integrado ao complexo portuário, com pátio de caminhos e alguns terminais de trens.

A área total onde o porto será construído tem 2 milhões de metros quadrados, dos quais 40% serão preservados. A área operacional ocupará 1,2 milhão de metros quadrados.  Com o projeto atuando, os diversos portos do Paraná aumentaram a sua movimentação para mais de 80 milhões de toneladas ao ano.

Marinha abre 24 vagas para engenheiros, veja!

Segundo o projeto, cerca de 21 km de ferrovias permanentes serão disponibilizadas, formando a maior usina ferroviária  – um pátio circular para melhorar as operações – do Brasil.

Além do Porto Guará, outros terminais também foram autorizados, entre eles estão os portos de Ponta das Pedras (PA), Santarém (PA), Santos (SP) e Manaus (AM). Com um investimento total em cerca de R$10,5 bilhões, o Porto Guará será o mais expressivo do Estado do Paraná.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes