MENU
Indústria Naval
Menu
Início Indústria naval coreana supera as expectativas e é responsável por quase 55% dos pedidos globais de navios em julho de 2022

Indústria naval coreana supera as expectativas e é responsável por quase 55% dos pedidos globais de navios em julho de 2022

agosto 15, 2022 às 4:14 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Indústria naval
Indústria naval (Reprodução: divulgação)

Na última quarta-feira, 10, um relatório do Ministério do Comércio global apontou que as encomendas mundiais de navios em julho de 2022 superaram os 2,11 bilhões de CGT, cerca de US$5,3 bilhões. Neste sentido, a indústria naval coreana mostrou força, pois relatório aponta que 55% do volume mundial de pedidos de construção naval, além de 57% dos valores de pedidos, partem das construtoras navais coreanas.

15 de agosto, 2022: Neste sentido, 72 navios foram encomendados em julho, sendo 17 navios porta-contêineres, 16 navios-tanque, 11 graneleiros, 12 navios de GNL, além de 16 outros tipos. Por outro lado, o relatório também aponta que a proporção de navios maciços e de alto valor agregado movido a GNL foi significativamente alta na indústria naval coreana e global. Sendo assim, as embarcações de alto valor agregado representaram 49%, sendo que as embarcações ecologicamente corretas responderam por aproximadamente 60%do valor total de pedidos. Neste período, os construtores navais coreanos ganharam 19 navios, com valor aproximado de 1,16 milhão de CGT em julho de 2022.

Observando pelo tipo de navio, a indústria naval coreana ganhou 12  transportadores de GNL, três navios porta-contêineres, três navios-tanque e um navio de carga em julho de 2022.  Além disso, outra informação revelada foi que os construtores navais coreanos tiveram outros pedidos globais de transporte de GNL, além de 81% dos pedidos de navios ecologicamente corretos. Em geral, não somente os grandes construtores navais coreanos obtiveram pedidos, mas os construtores de médio porte, também. Até julho de 2022, os grandes construtores obtiveram pedidos avaliados em cerca de US$30,52 bilhões, superando a meta prevista em 87% para o período de 2022. Inclusive, o valor marca um crescimento de 2,2% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Artigos recomendados

Já os construtores navais de médio porte receberam pedidos no valor de US$2,46 bilhões, fornecendo 31 navios-tanque e pequenos porta-contêineres no valor de US$2,46 em julho, marcando um crescimento de 33% em relação ao valor de US$1,85 bilhão registrado há um ano. Em suma, a carteira de pedidos da indústria naval coreana marcou 35,86 milhões de CGT, com aumento de 26% em relação aos 28,5 milhões de CGT% em julho de 2021. Portanto, as novas margens são extremamente superiores à taxa de crescimento prevista para a carteira de pedidos global. Por outro lado, a carteira de pedidos da China aumentou 12% enquanto o Japão teve queda de 13%, em julho. Neste sentido, o Japão marcou o seu menor valor (125,06), superado apenas pelo mês de novembro de 2022, especialmente devido ao aumento do Índice de Preços de Nova Construção, que chegou ao patamar de 161,57 em julho.

O Índice de Preços de Nova Construção define a taxa média da construção naval em relação à referência de janeiro de 1988, que é 100. Em média, o preço de construção naval de navios gigantes de GNL é de US$236 milhões, o que definiu um novo recorde para o setor.

Indústria naval coreana mostra força desde o começo do ano 

Não é de hoje que a indústria naval coreana demonstra força. No último mês de fevereiro, os estaleiros-sul coreanos, em especial a Hyundai Heavy Industries Co., obtiveram novos pedidos para 43 navios, cerca de 1,56 milhão de toneladas compensadas brutas (TBC). O valor representa 56% dos pedidos realizados globalmente em fevereiro. Os pedidos obtidos pelos estaleiros coreanos incluem sete VLCCs, além de cinco navios A-max e 13 porta contêineres. Somente em fevereiro, houve pedidos para um total de 17 navios porta-canteiros no mercado global, o que mostra a força das Coreias diante da construção naval.

Leia mais: 13 navios de carga são comprados por comerciante misterioso na China pela bagatela de US$376 milhões; confira detalhes.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes