MENU
Indústria Naval
Menu
Início Divisão de luxo da MSC, Explora Journeys anuncia construção de mais dois navios

Divisão de luxo da MSC, Explora Journeys anuncia construção de mais dois navios

julho 7, 2022 às 1:40 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Explora Journeys
Explora Journeys (Reprodução: divulgação)

A Explora Journeys, uma divisão de luxo do Grupo MSC, firmou um contrato com o estaleiro Fincantieri de modo a construir mais dois navios movidos a hidrogênio, além de alterar as especificações de dois navios já produzidos.  Dessa forma, o setor naval deverá ser fomentado com uma nova safra de navios até 2028.

Sendo assim, os navios Explora V e VI, serão utilizados para levar a frota da armadora para mais seis navios, com previsão de iniciar as suas atividades em 2027 e 2028. Ambos os navios contarão com um sistema de contenção de hidrogênio líquido, onde será possível utilizar combustível com baixo teor de carbono.

Neste sentido, o quinto e sexto navios da frota terão uma ampliação de 19 metros, de modo a acomodar o novo sistema de geração, baseado em Gás Natural Liquefeito (GNL). Tal combustível é considerado o mais limpo disponível combustível marítimo em escala e hidrogênio. 

Dessa forma, esse combustível irá alimentar uma célula de seis megawatts com intuito de produzir energia livre de emissões de CO₂ para operações de porto. Além disso, ele também visa permitir que as embarcações funcionem no porto mesmo com os motores desligados.

Explora Journeys anuncia construção de mais dois navios

Sobre a transição para operações de emissões zero, Pierfrancesco Vago, presidente executivo da divisão de cruzeiros do Grupo MSC, destacou que a missão é um grande desafio para a indústria marítima. Sobre o assunto, ele pontuou que a Explora Journeys está focada em construir novos navios para o futuro, sempre utilizando tecnologias modernas, que se adaptem às soluções alternativas de energia que estão disponíveis no mercado.

Dessa maneira, a construção dos novos navios Explora V e Explora VI terá um investimento global estimado em Є3,5 milhões. na sua frota de linha. Além disso, o investimento também inclui cerca de 120 milhões de euros para equipar os navios Explora II e IV com novos motores a GNL. Tal mudança exigiu uma paralisação temporária por conta do redesenho necessário dos navios. Agora, eles serão entregues entre 2026 e 2027.

Devido ao espaço extra, as embarcações maiores contaram com suítes espaçosas e espaços públicos gratuitos. Neste sentido, tais os novos navios farão parte da antiga frota da Explora Journeys, que também conta com equipamentos e tecnologias ambientais e marítimas recentes. 

Sendo assim, todas as seis embarcações poderão contar com uma gama de equipamentos de eficiência energética a bordo, visando otimizar o uso do motor e reduzir o número de emissões.

Por fim, Vago apontou que o anúncio de construção dos novos navios mostrou ser um passo significativo no objetivo da empresa em atingir zero emissões líquidas até 2050, em todas as operações de cruzeiros para as duas marcas. Por isso, ele acredita que o projeto é um compromisso de investir em novas tecnologias ambientais marítimas, sendo mais avançadas e podem colaborar em novas soluções sustentáveis para o futuro.

O compromisso da Explora Journeys com a natureza

Muito além de produzir navios de luxo, sempre com um conceito e estilo cosmopolita, a Explora Journeys promoverá “jornadas no oceano” com foco no bem-estar físico e mental dos passageiros, através de experiências gastronômicas, vivência nos mais variados espaços e entretenimento.

Por isso, a Explora Journeys, em uma parceria com a Fincantieri, busca construir novos navios para o futuro. Dessa maneira, construiu o Explora I, que utiliza de tecnologias progressivas adaptadas a soluções alternativas de energia, à medida que estas estiverem disponíveis.

Veja vagas de emprego para o setor naval, nessa primeira semana de julho.

Por fim, os projetos da Explora Journeys incorporam provisão para armazenamento de bateria, o que permite a futura geração de energia híbrida, assim como a tecnologia de redução catalítica seletiva (SCR), que permite reduzir as emissões de óxido de nitrogênio (NOx) em até 90%.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes