Thursday, 21 de October de 2021

ANTAQ: Movimentação de cargas no setor portuário cresceu 8,44% nos últimos meses

Segundo a Antaq, o minério de ferro tem ganhado bastante destaque na movimentação de cargas registradas no setor portuário em 2021

Minério de ferro tem ganhado bastante destaque na movimentação de cargas registradas no setor portuário em 2021, bem como, o Terminal Marítimo de Ponta da Madeira.

Observando o Painel Estatístico Aquaviário nessa terça-feira, 07, é possível verificar que a movimentação no setor portuário cresceu 8,44% nos últimos meses. Conforme os dados disponibilizados pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), somente nos meses de janeiro a julho de 2021, houve uma movimentação de 54 milhões de toneladas, quando comparado com o mesmo período de 2020. Dessa forma, para que esse resultado fosse possível, o aumento foi positivo e perceptível em todos os tipos de movimentação de cargas, principalmente em relação ao minério de ferro.

Continua Depois da Publicidade

Veja outras notícias:

Segundo os dados da ANTAQ, quais os tipos de movimentação de cargas obtiveram aumento no setor portuário?

A princípio, estima-se que no decorrer desses meses, a movimentação de cargas conseguiu chegar a mais de 54,2 milhões de toneladas. Com esse valor, foi possível observar que todos os tipos de cargas obtiveram um crescimento, quando comparado com os dados de 2020. Assim, os granéis sólidos aumentaram em 5,13%, a carga geral obteve o maior aumento, chegando a perfazer 16,56%.

Já em relação aos granéis líquidos, esse tipo de carga conseguiu aumentar em cerca de 12,06%. Os contêineres, esses conseguiram ficar em segundo lugar no ranking de aumento na movimentação de cargas divulgado pela ANTAQ, onde perfizeram um acréscimo de 15,31%. Entre as cargas mais movimentadas, temos o minério de ferro, que vem ganhando destaque no setor portuário, onde movimentou 205 milhões de toneladas.

Logo em seguida, as demais cargas que merecem reconhecimento devido à alta movimentação são: petróleo e seus derivados, adubos ou fertilizantes, soja e os contêineres. Em relação aos portos responsáveis pela movimentação de cargas, podemos destacar o Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, que movimentou 97,8 toneladas.

Outro porto que foi um destaque e contribuiu bastante para que esses números se tornassem reais foi o de Santos, que no período de janeiro a julho de 2021, operou 68,7 milhões de toneladas de cargas. Assim, o setor portuário está crescendo gradualmente, mesmo no meio de uma crise que enfrentamos há mais de 1 ano.

Quais os resultados obtidos pelo setor portuário somente no mês de julho?

Conforme os dados do Painel Estatístico, é possível notar que, em relação ao mês de julho, houve um aumento de 1,36% na movimentação de cargas. Essa porcentagem corresponde ao setor portuário privado e público. Portanto, se comparado com o mesmo período de 2020, pode-se dizer que esse aumento foi significativo. Visto que, somente nesse mês em específico, a movimentação chegou a 103,3 milhões de toneladas.

Esse valor obtido consiste em 1,4 milhões de toneladas a mais que o mesmo período do ano passado. Em relação aos tipos de cargas, os granéis líquidos foram o que mais cresceu em julho, obtendo um aumento de 13,58%. Já a carga geral, essa apresentou um aumento de 3,53%, enquanto os contêineres, o acréscimo foi de 6,38%. A única queda registrada foi a dos granéis sólidos, que registrou 4% a menos que julho de 2020.

As mercadorias mais movimentadas nesse mês em específico foram: minério de ferro (33,1 milhões de toneladas), petróleo e seus derivados (23,1 milhões de toneladas), os contêineres movimentaram 10,3 milhões de toneladas no mês de julho. A soja conseguiu obter um total de 7,8 milhões de toneladas, enquanto o milho, ficou em último lugar, com 5 milhões de toneladas.

O Terminal Marítimo Ponta da Madeira foi responsável por movimentar 14,4 milhões de toneladas. Assim, em relação à movimentação de cargas, ele foi obteve um melhor número. Logo em seguida temos: o Porto de Santos, movimentando 9,4 milhões de toneladas, seguido pelo Terminal de Tubarão, com 6,7 milhões de toneladas. Segundo os dados da ANTAQ, os últimos portos que conseguiram bons resultados foram o Terminal Aquaviário de Angra dos Reis e Paranaguá, com movimentação de cargas equivalente a 5,9 e 5,2 milhões de toneladas, respectivamente.

Ruth Rodrigues
Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.