MENU
Portos e estaleiros
Menu
Início Portos do Paraná batem recorde de exportação e importação de carga em janeiro

Portos do Paraná batem recorde de exportação e importação de carga em janeiro

fevereiro 6, 2022 às 12:12 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Os portos do Paraná conseguiram grandes resultados na movimentação de carga em janeiro, batendo o recorde em exportação e importação neste mês e esperam grandes resultados para os próximos
Os portos do Paraná conseguiram grandes resultados na movimentação de carga em janeiro, batendo o recorde em exportação e importação neste mês e esperam grandes resultados para os próximos. Fonte: Divulgação

Os portos do Paraná conseguiram grandes resultados na movimentação de carga em janeiro, batendo o recorde em exportação e importação neste mês e esperam grandes resultados para os próximos

Durante esta última sexta-feira, (04/02), os portos do Paraná, entre o de Paranaguá e Antonina, anunciaram um recorde no mês de janeiro na exportação e importação de carga nos locais. Os resultados desse período foram os melhores em comparação com esse mesmo mês nos outros anos. Além disso, os portos esperam grandes resultados na movimentação de carga para os próximos meses do ano de 2022, com projeções bastante otimistas.

Confira:

Portos de Antonina e Paranaguá batem recorde no mês de janeiro na movimentação de carga no local

Os portos do Paraná são grandes destaques no setor portuário brasileiro em razão das operações de grande porte que são realizadas mensalmente no local. Agora, a administração dos locais anunciou que eles atingiram a movimentação de  4,15 milhões de toneladas em janeiro, somando exportação e importação, sendo esse volume 15% maior que as quase 3,6 milhões de toneladas registradas no mesmo período de 2020 e marcando o melhor mês de janeiro já registrado na história dos portos de Antonina e Paranaguá. 

O diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, comentou sobre os grandes resultados no mês de janeiro e destacou que “este foi o melhor primeiro mês que já tivemos em movimentação. É a primeira vez que passamos de quatro milhões de toneladas logo no primeiro mês. O novo recorde histórico foi puxado, principalmente, pelo aumento nas exportações, tendo a soja como principal produto. Em janeiro do ano passado quase não foi embarco soja por aqui. Neste ano, porém, foram 714.870 toneladas”.

Antes dos resultados deste mês, o recorde para o mês de janeiro ainda era do ano de 2016, no qual o mesmo período contou com uma movimentação de 3,76 milhões de toneladas de cargas nos portos. Agora, a presença desses complexos portuários segue crescendo fortemente no mercado nacional e internacional, com grandes projeções futuras para os próximos resultados em relação às operações de importação e exportação. 

Safra passada ainda trouxe benefícios e beneficiou os resultados de janeiro na exportação do Porto de Paranaguá, segundo a portos do Paraná

Entre os principais fatores que levaram a esse grande resultado no mês de janeiro deste ano, a safra remanescente do ano de 2021 é um dos principais pontos. Assim, o Porto de Paranaguá aproveitou o mês para realizar a exportação da carga e abrir espaço para novas operações durante todo o período de fevereiro. Esse fato fez com que os lucros também fossem potencializados, uma vez que o recorde no volume de exportação conseguiu superar as expectativas da administração do local. 

Somente durante este mês de janeiro, foram exportadas quase 2,19 milhões de toneladas de cargas, o que equivale a 25% a mais que as 1,74 milhão de toneladas registradas em janeiro de 2021. A principal carga exportada na região neste mês foi a soja, mas outros produtos também conseguiram destaques e estão entre os mais embarcados no último mês pelos portos de Paranaguá e Antonina, como o farelo de soja (345.310 toneladas); o açúcar (224.009 toneladas); o milho (218.358 toneladas); e o frango (176.425 toneladas).

Já em relação às operações de importação, o volume de carga importada pelos terminais paranaenses somou 1,8 milhão de toneladas, um total de 7% a mais que as 1,68 milhão de toneladas importadas em janeiro do ano passado. Com isso, os portos de Antonina e Paranaguá continuam expandindo a sua presença no cenário portuário brasileiro neste ano.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes