Início Porto de Santos e complexos do Arco Norte são destaques em importação de fertilizantes

Porto de Santos e complexos do Arco Norte são destaques em importação de fertilizantes

janeiro 31, 2022 às 9:41 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
O Porto de Santos e os portos do Arco Norte estão crescendo na movimentação de carga no setor e são destaques na importação de fertilizantes
O Porto de Santos e os portos do Arco Norte estão crescendo na movimentação de carga no setor e são destaques na importação de fertilizantes. Fonte: Divulgação

O Porto de Santos e os portos do Arco Norte estão crescendo na movimentação de carga no setor e são destaques na importação de fertilizantes, com grandes resultados

Durante esta última sexta-feira, (28/01), a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) comentou sobre o crescimento na movimentação de carga do setor portuário. Assim, a Companhia ressaltou que, além do Porto de Paranaguá, o Porto de Santos e os complexos do Arco Norte estão crescendo cada vez mais na importação de fertilizantes e se destacando no segmento.

Confira outras notícias relacionadas:

Importação de fertilizantes e movimentação de carga crescem no Porto de Santos e nos complexos do Arco Norte no setor portuário 

O setor portuário é um dos grandes destaques no mercado brasileiro, principalmente em razão da movimentação de carga, seja por meio da exportação ou da importação. Assim, muitos portos vêm crescendo cada vez mais nesse segmento e a importação de fertilizantes é uma das grandes operações que estão se expandindo no mercado nacional. Entre os portos, os grandes destaques atuais são o Porto de Santos e os complexos do chamado Arco Norte, com números expressivos na importação do produto. 

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Um dos principais portos em relação a essa operação é o Porto de Paranaguá, mas a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) destaca que o Porto de Santos e os complexos do Arco Norte estão cada vez mais comparáveis com o local. Isso acontece pois, somente o Porto de Santos registrou em 2021 um aumento na entrada de fertilizantes com destino final em Mato Grosso e estados do Sudeste e Centro-Oeste em torno de 53%, saindo de 6,6 milhões de toneladas para 10,1 milhões de toneladas.

Os números relacionados à importação de fertilizantes crescem cada vez mais e foram registrados cerca de 41,6 milhões de toneladas entre janeiro e dezembro de 2021. Esses índices foram resultados de investimentos no segmento e dos preços mais acessíveis durante esse período, o que se espera que seja mantido durante o ano de 2022, visando uma expansão ainda maior da operação no setor portuário brasileiro. 

Complexos portuários do Arco Norte apresentam um grande crescimento na movimentação de carga, principalmente a importação de fertilizantes

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) também ressaltou o grande destaque dos complexos do chamado Arco Norte em relação à movimentação de carga, uma vez que os números estão cada vez mais expressivos nessa região. Segundo a companhia, os produtos recebidos pelos portos de lá na importação de produtos como os fertilizantes se destinaram sobretudo à região do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) e Mato Grosso. A política de incentivos a esse tipo de operação na região vem sendo bastante eficiente e os portos estão ganhando mais presença no cenário nacional.

Já em relação à importação de fertilizantes e os expressivos números dos complexos do Arco Norte, a Conab já esperava esses resultados em razão da movimentação de carga na exportação de milho e soja. Assim, o crescimento nas operações com fertilizantes era esperado pela companhia, já que a utilização da modalidade de frete de retorno, visando diminuição do custo logístico, é muito comum quando se trata desse tipo de operação dentro do setor portuário.

Por fim, o superintendente de Logística Operacional, Thomé Guth, comentou que “Ou seja, movimenta-se em direção aos portos com os grãos e retorna para as regiões produtoras com os fertilizantes. Isso torna evidente a importância de se continuar com os investimentos na região do Arco Norte e nos sistemas de transportes para essas rotas, não somente visando a exportação dos grãos, mas, também, nas importações dos insumos, completando o atendimento logístico da cadeia produtiva como um todo, aumentando a competitividade nacional”.

Relacionados
Mais recentes