Tuesday, 25 de January de 2022

Corredor Leste do Porto de Paranaguá é preparado para exportação de safras de grãos e farelos

Porto de Paranaguá está preparando o Corredor Leste para a exportação das próximas safras de grãos e farelos, visando um crescimento no setor portuário

O Porto de Paranaguá está preparando o Corredor Leste para a exportação das próximas safras de grãos e farelos, visando um crescimento ainda maior do local no setor portuário

O Corredor de Exportação Leste do Porto de Paranaguá (Corex) atualmente se encontra em manutenção para as melhorias na infraestrutura serem realizadas e, apesar disso, representantes do porto avaliaram, durante esta última quarta-feira, (12/01), como está o andamento da preparação do local para a exportação de safras de grãos e farelos. Ato que deverá acontecer no decorrer dos próximos meses, beneficiando o setor portuário brasileiro.

Continua Depois da Publicidade

Confira outras notícias relacionadas:

Obras de manutenção no Corredor Leste estão sendo realizadas para exportação de safras de grãos e farelos no ano de 2022

O Porto de Paranaguá é um dos maiores em relação à exportação no setor portuário brasileiro e, atualmente, está realizando obras de manutenção no Corredor Leste, visando uma série de melhorias na logística e infraestrutura do local. Com isso, o sistema aguarda as novas safras de grãos e farelos que estão previstas para março do ano de 2022 para que o porto possa realizar a exportação das cargas da melhor forma possível

O diretor de Engenharia do Porto de Paranaguá, André Cassanti Neto, comentou acerca das obras de manutenção que estão sendo realizadas e destacou que “Iniciamos em novembro de 2020, pelo berço 212, e vamos finalizar agora no final de janeiro. Em dezembro fizemos os ajustes no 213. Atualmente, já estamos no berço 214, o último do Corredor”, enquanto o diretor de Operações da Portos do Paraná, Luiz Teixeira da Silva Júnior afirmou que “após um ano de intensa movimentação, é preciso fazer a conservação eletromecânica de todos os equipamentos para começarmos o ano preparados para movimentar toda demanda que vier”.

A Diretoria de Engenharia e Manutenção da Portos do Paraná garantiu que quatro empresas estão trabalhando reunidas no porto para que a manutenção do Corredor Leste ocorra como o previsto e a exportação das safras de grãos e farelos possa ocorrer como o planejado durante os próximos meses do ano de 2022. 

Expectativas para o segmento da exportação no Corredor Leste estão cada vez mais altas para o ano de 2022, segundo o Porto de Paranaguá

O Porto de Paranaguá não está medindo esforços para a manutenção do Corredor Leste e investiu cerca de R$ 15 milhões em  manutenção elétrica, de automação e mecânica em todas as seis linhas, shiploaders (equipamentos para carregamento dos navios) e subestações, além dos serviços que estão sendo feitos nas moegas, tombadores e silos públicos (vertical – silão, e horizontais – da faixa). Com isso, o local pretende dominar ainda mais o setor portuário brasileiro durante o ano de 2022 e expandir os negócios com a exportação de cargas.

O ano de 2021 não foi tão significativo para o Porto de Paranaguá em relação à exportação de grãos e farelos pelo Corredor Leste, uma vez que obteve resultados ainda menores quando comparados ao ano de 2020. No entanto, foram mais de 16,7 milhões de toneladas de carga movimentada pelo complexo em 2021, o que ainda é um número muito bom para o local, e as expectativas para o transporte de cargas desses produtos está bastante positiva para o ano de 2022, principalmente com as obras de manutenção sendo realizadas no porto. 

Toda a diretoria do Porto de Paranaguá está bastante otimista em relação aos resultados que virão no ano de 2022 e é por isso que os investimentos milionários estão sendo realizados, já que a manutenção do Corredor Leste irá permitir a expansão ainda maior das operações durante este ano.

Ruth Rodrigues
Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.