Início Presidência da Prumo Logística, que comanda o Porto do Açu, é alterada para focar em novos projetos de energias renováveis, especialmente a Energia Eólica Offshore

Presidência da Prumo Logística, que comanda o Porto do Açu, é alterada para focar em novos projetos de energias renováveis, especialmente a Energia Eólica Offshore

abril 10, 2022 às 1:54 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
O Porto do Açu possui um alto potencial para a produção de energia eólica offshore e, com a entrada do novo presidente na Pruma Logística, os projetos de energias renováveis serão a principal aposta da administração para a expansão do complexo
O Porto do Açu possui um alto potencial para a produção de energia eólica offshore e, com a entrada do novo presidente na Pruma Logística, os projetos de energias renováveis serão a principal aposta da administração para a expansão do complexo. Fonte: Pixabay

O Porto do Açu possui um alto potencial para a produção de Energia Eólica Offshore e, com a entrada do novo presidente na Pruma Logística, os projetos de energias renováveis serão a principal aposta da administração para a expansão do complexo

Nessa última quinta-feira, (07/04), a presidência da Prumo Logística, empresa que administra o Porto do Açu, foi alterada para focar em novos rumos para o local. Assim, o complexo terá agora projetos voltados para a produção de energias renováveis e irá aproveitar o seu grande potencial na geração de Energia Eólica Offshore ao longo dos próximos anos.

Veja também:

Vídeo: Conheça um pouco mais sobre a Prumo Logística

Prumo Logística é uma das grandes responsáveis pelo Porto do Açu. Fonte: YouTube

Porto do Açu agora conta com presidente focado em energias renováveis, que irá investir nos projetos dentro desse segmento para expandir a produção energética no porto 

A Prumo Logística está cada vez mais imersa dentro do mercado das energias renováveis e busca novos empreendimentos nas suas administrações, incluindo o relevante Porto do Açu, localizado no estado do Rio de Janeiro. Assim, a empresa anunciou que o executivo do setor de petróleo Tadeu Fraga deixa a presidência e entrega o cargo à Rogério Zampronha, executivo que possui um grande portfólio dentro do segmento das energias renováveis e poderá focar nessa iniciativa no porto. 

Dessa forma, a companhia vai aproveitar a experiência do novo presidente no apoio à exploração e produção de petróleo e gás para apoiar o desenvolvimento da geração de energia eólica em alto-mar (offshore). O Porto do Açu já conta com uma grande relevância no mercado do petróleo e gás, sendo responsável no ano de 2021 pela exportação de mais de 125 milhões de barris de petróleo em 2021, cerca de 30% do volume exportado pelo país, mas agora pretende investir em uma diversificação maior da produção energética no local, com foco nas energias renováveis. 

O local conta atualmente com quase 100 mil metros quadrados disponíveis para o desenvolvimento de novos empreendimentos dentro do segmento das energias renováveis e a nova presidência da Prumo Logística pretende iniciar os investimentos no setor ainda neste ano de 2022. Dessa forma, a companhia iniciou o licenciamento necessário para desenvolver projetos de eólica offshore que somam 2,1 gigawatts (GW) de capacidade na área marítima do porto, além de 220 megawatts (MW) de geração solar terrestre.

Novo presidente da Prumo Logística comenta sobre futuros projetos de energias renováveis que serão realizados dentro do Porto do Açu nos próximos anos 

O novo presidente da Prumo Logística, Rogério Zampronha, deixou recentemente a presidência da Omega Desenvolvimento, empresa de energia eólica, solar e pequenas centrais hidrelétricas e, dessa forma, possui um grande conhecimento na administração do segmento das energias renováveis.

Assim, ele comentou sobre os projetos futuros dentro do setor, como um hub de energias renováveis e novas parcerias voltadas para a produção de Energia Eólica Offshore, como forma de garantir uma diversificação ainda maior da matriz energética do Porto do Açu, bem como expandir as suas operações com energias de fontes renováveis.

Dessa forma, Rogério Zampronha ressaltou a relevância do desenvolvimento do hub de energias renováveis no Porto do Açu e afirmou que  “Queremos atrair fabricantes e funcionar como uma base logística para os projetos de eólica offshore que estão a um raio de 250 quilômetros do porto. Há mais ou menos 12 GW [gigawatts] de projetos eólica offshore em licenciamento que estão a esse raio e que precisam de uma base logística para operar”.

Por fim, ele afirmou também que os projetos de Energia Eólica Offshore serão priorizados ao longo dos próximos anos, mas que ainda é necessário uma regulamentação do Governo Federal e, por isso, o Porto do Açu deverá iniciar essa produção somente dentro de cinco ou seis anos.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes