Início CADE aprova joint venture entre Copersucar e Vibra Energia para a comercialização de combustíveis com foco na exportação de etanol no Brasil

CADE aprova joint venture entre Copersucar e Vibra Energia para a comercialização de combustíveis com foco na exportação de etanol no Brasil

abril 19, 2022 às 6:11 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
A joint venture entre a Copersucar e a Vibra Energia recebeu o aval do Cade para o início do processo de comercialização de combustíveis e a nova empresa pretende focar na exportação e importação de etanol para aproveitar as reservas nacionais
A joint venture entre a Copersucar e a Vibra Energia recebeu o aval do Cade para o início do processo de comercialização de combustíveis e a nova empresa pretende focar na exportação e importação de etanol para aproveitar as reservas nacionais. Fonte: Divulgação

A joint venture entre a Copersucar e a Vibra Energia recebeu o aval do Cade para o início do processo de comercialização de combustíveis e a nova empresa pretende focar na exportação e importação de etanol para aproveitar as reservas nacionais

Recentemente, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica, também conhecido como CADE, anunciou o despacho aprovando, sem restrições, a constituição de joint venture entre a Vibra Energia (antiga Petrobras Distribuidora) e a Copersucar. Assim, a partir dessa segunda-feira, (18/04), ambas as empresas estão aptas à comercialização de combustíveis no Brasil, com foco na exportação e importação de etanol dentro do território nacional.

Veja também:

Copersucar e Vibra Energia recebem aprovação do Cade para o início da joint venture com foco na comercialização de etanol em parceria com os portos brasileiros ao longo dos próximos anos

O Brasil é um dos maiores países do mercado global quando o assunto é a produção de combustíveis, tanto aqueles de fontes renováveis quanto os que não são, principalmente com foco em novas alternativas como o biogás e o etanol. Assim, o desenvolvimento das operações com esses produtos têm atraído a atenção de diversas empresas e novos investimentos dentro do segmento de comercialização de combustíveis no território nacional. 

Dessa forma, a Vibra Energia, também conhecida como a antiga Petrobras Distribuidora, e a Copersucar se uniram para o desenvolvimento de uma joint venture com foco na comercialização de combustíveis, principalmente o etanol, e receberam o aval do Cade para o início das operações no território nacional. Dessa forma, ambas as empresas já podem alavancar as atividades de comercialização do produto, com foco principal na exportação do etanol em parceria com os portos nacionais, uma vez que esse é um combustível cada vez mais procurado dentro do mercado internacional. 

A Copersucar faz parte do grupo de mesmo nome, de origem brasileira, e tem como principal atividade a comercialização de açúcar e etanol, além de ser responsável pela comercialização da produção da Cooperativa de Produtores de Cana-de-Açúcar, Açúcar e Álcool do estado de São Paulo, realizando diversas operações no segmento da logística. Já a Vibra Energia trabalha atualmente na distribuição de combustíveis, lubrificantes e outros produtos petroquímicos no Brasil, após ter passado pelo processo de mudança da antiga Petrobras Distribuidora, que também atuava no segmento.

Joint venture entre Copersucar e Vibra Energia tem como objetivo criar um mercado de comercialização de combustíveis focando no etanol como principal produto para o portfólio das empresas

O desenvolvimento da joint venture entre a Copersucar e a Vibra Energia poderá ser de grande importância para o mercado nacional de combustíveis, uma vez que as empresas afirmam pretender criar uma comercializadora de etanol aberta a todos os produtores, distribuidores e demais agentes da cadeia, indo além dos volumes dos seus acionistas. Assim, a joint venture será o ponto de encontro com esses investidores e toda a cadeia de comercialização focada na exportação do etanol será realizada por meio da parceria. 

Um dos pontos principais que fizeram a parceria se tornar possível, segundo o  Superintendente-Geral do Cade, é que o etanol é um produto de fácil acesso aos insumos (cana-de-açúcar), tem preço parametrizado e diversos produtos e empresas comercializadoras, além de não desenvolver preocupações em relação à concorrência dentro do ambiente de comercialização, sendo ideal para ser exportado dentro do território nacional por meio da joint venture. 

Dessa forma, após a finalização das licitações durante os próximos 15 dias,  as decisões da Superintendência-Geral terão caráter terminativo e as operações serão aprovadas em definitivo pelo órgão antitruste. Com isso, a Vibra Energia e a Copersucar serão a nova aposta do setor portuário nacional para a exportação e comercialização de combustíveis com foco no etanol.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes