Início DP World Santos transforma resíduos em energia sustentável e é o primeiro terminal portuário a adotar a sustentabilidade ao aproveitar 100% dos rejeitos das operações

DP World Santos transforma resíduos em energia sustentável e é o primeiro terminal portuário a adotar a sustentabilidade ao aproveitar 100% dos rejeitos das operações

abril 18, 2022 às 4:06 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
O reaproveitamento de 100% dos resíduos das operações no terminal portuário DP World Santos para a produção de energia sustentável trouxe ao local o pioneirismo na atividade e um grande destaque dentro do setor portuário nacional
O reaproveitamento de 100% dos resíduos das operações no terminal portuário DP World Santos para a produção de energia sustentável trouxe ao local o pioneirismo na atividade e um grande destaque dentro do setor portuário nacional. Fonte: Reprodução

O reaproveitamento de 100% dos resíduos das operações no terminal portuário DP World Santos para a produção de energia sustentável trouxe ao local o pioneirismo na atividade e um grande destaque dentro do setor portuário nacional

Após ser o primeiro terminal portuário do Brasil a realizar o reaproveitamento de 100% dos resíduos obtidos nas operações de movimentação de cargas, o DP World Santos comentou nesta última quinta-feira, (14/04), sobre como a iniciativa de sustentabilidade para a produção de energia sustentável vem sendo relevante para a realização de atividades mais conscientes e com responsabilidade ambiental dentro da área.

Leia também:

DP World Santos é pioneira em reaproveitamento de resíduos para a produção de energia sustentável no Brasil e garante mais sustentabilidade dentro das suas operações 

O terminal portuário DP World Santos é um dos grandes destaques atuais no setor portuário quanto à sustentabilidade, em razão do seu projeto de reaproveitamento de 100% dos resíduos para a reutilização na produção de energia sustentável para o abastecimento das operações. Assim, a área está com o chamado Aterro Zero, projeto que tem como objetivo transformar todos os resíduos não-recicláveis gerados no local em energia sustentável para atividades já existentes da indústria, garantindo assim que nenhum rejeito tenha como destino final os aterros sanitários. 

Dessa forma, 100% dos resíduos obtidos a partir das operações de movimentação de cargas no local, tanto de importação, exportação e armazenamento de granéis, serão transformados em energia sustentável que será utilizada nos fornos, utilizando a tecnologia de reaproveitamento energético batizada de CDRU (Combustível Derivado de Resíduos Sólidos Urbanos). A iniciativa desenvolvida pelo terminal portuário fez com que o DP World Santos se tornasse referência dentro da sustentabilidade no território nacional e um grande destaque no setor portuário brasileiro. 

O reaproveitamento dos resíduos para a produção de energia sustentável foi licenciado pelos órgãos ambientais do Brasil e impacta positivamente na conservação e na racionalização de recursos minerais e energéticos e não gera novos passivos ambientais. Dessa forma, o terminal garante um destino final para os resíduos que garante mais sustentabilidade às suas operações, compromisso ambiental com o meio ambiente e ainda consegue utilizá-los de forma a proporcionar mais eficiência e produtividade dentro das operações de transporte e movimentação de cargas no local. 

O mês de fevereiro contou com um reaproveitamento de 100% dos resíduos gerados pelo terminal portuário DP World Santos e o local pretende continuar com a iniciativa ao longo dos próximos meses

Consagrando o seu projeto de sustentabilidade, o DP World Santos conseguiu atingir a marca de 100% de reaproveitamento dos resíduos gerados nas operações já durante o mês de fevereiro deste ano. Assim, 38,5% foram destinados pela DP World Santos para reciclagem, outros 20% transformaram-se em combustível por meio da tecnologia de reaproveitamento energético CDRU e 23,8% foram encaminhados para o tratamento de efluentes, enquanto o restante foi levado para processos como processamento, compostagem, rerrefino de óleo, logística reversa.

Assim, Audrey Cortez, Supervisora de Meio Ambiente da DP World Santos, comentou sobre a iniciativa e sobre a relevância do reaproveitamento dos resíduos e afirmou: “O gerenciamento de resíduos na DP World Santos já era realizado de forma a minimizar a quantidade de orgânicos que têm como destino aterros sanitários. Com a implementação do Aterro Zero, estamos intensificando a preservação de recursos naturais e matérias-primas, assim como a redução de gases de efeito estufa, além de gerar empregos e contribuir para a saúde pública”.

Por fim, a administração do terminal portuário afirmou que o próximo passo para as iniciativas de sustentabilidade são a instalação de um  biodigestor de resíduos orgânicos para os resíduos orgânicos alimentares do refeitório operacional ao longo do ano de 2022.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes