MENU
Portos e estaleiros
Menu
Início Potencial do Porto de São Francisco do Sul em exportação de cargas na região de Santa Catarina começa a ganhar destaque no setor

Potencial do Porto de São Francisco do Sul em exportação de cargas na região de Santa Catarina começa a ganhar destaque no setor

outubro 31, 2021 às 12:17 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Com crise de logística mundial, Porto de São Francisco do Sul é a nova aposta para a exportação de cargas no estado de Santa Catarina
Com crise de logística mundial, Porto de São Francisco do Sul é a nova aposta para a exportação de cargas no estado de Santa Catarina. Fonte: Gustavo Camargo

Com a crise logística que assola o mundo inteiro, incluindo o Brasil, o Porto de São Francisco do Sul é a nova aposta para a exportação de cargas no estado de Santa Catarina

A preocupação com a logística de exportação e importação de cargas é uma questão cada vez mais discutida no mundo inteiro, em decorrência da alta demanda no setor e no Brasil não seria diferente. Entretanto, foi divulgado durante essa sexta-feira, (29/10), que o Porto de São Francisco do Sul pode ser a nova aposta para o estado de Santa Catarina nas questões de exportação de cargas.

Leia também:

Crise logística no Brasil tornou o Porto de São Francisco do Sul uma alternativa viável para o setor 

O período pandêmico que correspondeu ao ano de 2020 inteiro e segue pelo ano de 2021 obrigou os países do mundo inteiro, incluindo o Brasil, a alterarem a logística e administração de diversas áreas essenciais para a manutenção desses locais e com o setor portuário não seria diferente. O sucateamento dos portos brasileiros está cada vez mais crescente e são necessárias alternativas que sejam viáveis para o setor continuar em expansão.

Em relação ao estado de Santa Catarina, o Porto de São Francisco do Sul é o que vem recebendo mais investimentos e ganhando destaque na exportação de cargas, uma vez que conta com capacidade para receber produtos de locais bem distantes, como São Paulo, sem perder a qualidade do serviço, em razão da alta infraestrutura que o local possui para esses carregamentos constantes. 

O presidente do Porto de São Francisco do Sul, Cleverton Vieira, comentou sobre a situação atual do setor portuário e como o porto de Santa Catarina pode ser importante para a manutenção da alta demanda que ronda o país atualmente. O executivo informou que “Há uma crise logística no mundo inteiro, e no Brasil não é diferente. Diante desse quadro, o Porto de São Francisco tem otimizado a movimentação de carga, com mais agilidade e eficiência, para atender à crescente demanda, inclusive de estados mais distantes, como São Paulo”.

Infraestrutura do Porto de São Francisco do Sul é o grande diferencial para a exportação de cargas

A infraestrutura e a alta capacidade para carregamentos que o porto localizado em Santa Catarina possui é um dos grandes motivos que voltaram às atenções do setor portuário do Brasil para o Porto de São Francisco do Sul. As ótimas condições para as operações no local tornaram o porto ideal para o escoamento de cargas vindas de diversos locais do país, principalmente do estado de São Paulo. Um dos principais produtos que estão sendo exportados pelo porto é o açúcar que vem da região paulistana.

O porto consegue ter uma capacidade tão alta para a exportação de cargas que ele é o que está sendo utilizado para o escoamento de açúcar. São cerca de 20 mil toneladas do produto que serão exportadas via Porto de São Francisco do Sul, que chegaram ao porto por meio de cerca de 500 caminhões, com cada um deles carregando 40 toneladas de açúcar à granel. 

Segundo Cleverton Vieira, presidente do Porto de São Francisco do Sul, o grande diferencial do porto é a qualidade do serviço prestado para as exportações e a qualificação dos operários do local. Assim, a previsão é de que o local continue sendo utilizado para o escoamento das cargas e que os investimentos do setor se voltem para a região, em razão da alta produtividade.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes