Início DOF Subsea fecha contratos avaliados em US$250 milhões para embarcações offshore no Brasil

DOF Subsea fecha contratos avaliados em US$250 milhões para embarcações offshore no Brasil

agosto 28, 2022 às 7:08 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
embarcações offshore
Embarcações offshore (Reprodução: divulgação)

Na última semana, a empresa de navegação norueguesa DOF Subsea anunciou o fechamento de três contratos no valor que, quando somados, chegam a um montante de mais de US$250 milhões. Os acordos foram fechados com a Petrobras e tem como missão o desenvolvimento de embarcações offshore no Brasil.

Para isso, os contratos garantem recursos para o afretamento de embarcação offshore de apoio a veículos operado remotamente, visando auxiliar nas operações em águas brasileiras. Além disso, a DOF Subsea também anunciou que a empresa estatal brasileira concedeu outros contratos, de três anos de duração, para os navios Skandi Chieftain, Skandi Commander e Skandi Olympia.

Neste sentido, o Skandi Olympia e o Skandi Chieftain tiveram os seus contratos atuais estendidos até o final do ano, sendo que os novos contratos de três anos deverão começar em janeiro de 2023. Dessa forma, a medida é uma excelente maneira de manter embarcações offshore no país. Por outro lado, o Skandi Commander teve seu contrato prorrogado até novembro de 2022 e, logo após, a embarcação começa um novo projeto para a Petrobras no Brasil, que irá até agosto de 2023. Somente depois deste prazo, a embarcação iniciará seu afretamento de três anos, que deverá combinar recursos de ROV e veículos submarinos autônomos.

Artigos recomendados

De acordo com a DOF Subsea, as extensões realizadas e os novos contratos de três anos estão avaliados em mais de US $253 milhões, um marco para as embarcações offshore na instituição. Sendo assim, todos os três contratos de RSV possuem extensões opcionais de mais dois anos, caso a empresa decida renovar.

DOF Subsea garante fretamento para embarcações offshore no Brasil

Para melhorar as suas operações e afunilar suas relações com o mercado internacional, a Petrobras estendeu contratos e concedeu novos afretamentos e serviços de longo prazo para embarcações offshore da Norskin Offshore Ltda. e DOF Subsea Brasil Serviços Ltda. A ideia é gerar apoio para as embarcações offshore Skandi Chieftain, Skandi Olympia e Skandi Comandante, sendo que todos os contratos incluem embarcações e ROVs, além de um período de três anos.

Dessa forma, os contratos realizados do Skandi Chieftain e do Skandi Olympia tem precisão estendida até o final de 2022. Neste sentido, ambos os navios deverão iniciar os novos contratos num prazo de 3 anos. Neste sentido, o Skandi Commander teve o seu contrato estendido até novembro de 2022, e deverá ser utilizado no projeto PIDF para a DOF Subsea Brasil, que possui um contrato com a Petrobras até agosto de 2023. Após esse período, a embarcação iniciará seu contrato de 3 anos, que deve combinar ROV e capacidades AUV.

Para garantir o afretamento das embarcações offshore, a transação contou com um valor bruto das prorrogações e do período pertinente aos novos contratos com um montante superior a US $253 milhões. Além disso, todos os três novos contratos possuem extensões opcionais de 2 anos. Em nota, o CEO da DOF disse, Mons S Aase afirmou que a empresa está muito animada com esse novos contratos de IMR com a Petrobras. Logo, juntamente com a já anunciada extensão do projeto PIDF, esses novos prêmios sustentam a posição da DOF como líder de mercado em IMR no Brasil. Além disso, ele também se demonstrou contente em ver que o Comandante Skandi deverá mobilizar um AUV durante sua vigência do contrato.

Sobre a DOF Subsea

A DOF Subsea é uma empresa norueguesa de operações submarinas. A empresa possui soluções submarinas gerenciadas e projetadas por projetos integrados para a indústria global de petróleo e gás. Além disso, a DOF também oferece serviços para regiões produtoras de petróleo e gás em todo o mundo, como é o caso do Brasil.

Leia mais: PetroRio retorna produção no Campo de Frade; empresa esclarece boatos sobre a suposta compra da Dommo 

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes