MENU
Estados
Modo escuro
Menu
Início Chegada da internet 5G no Espírito Santo garante mais agilidade e otimização da logística no setor portuário

Chegada da internet 5G no Espírito Santo garante mais agilidade e otimização da logística no setor portuário

novembro 1, 2021 às 11:46 pm
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Espírito Santo recebe tecnologia de internet 5G na região, garantindo mais eficiência na logística, em especial, no setor portuário 
Porto de Vitória – Foto: Assembleia Legislativa-ES

O estado do Espírito Santo recebeu, recentemente, a tecnologia de internet 5G na sua região, fator que irá garantir mais eficiência na logística, em especial a do setor portuário 

A região do Espírito Santo garantiu mais um passo para o futuro com a chegada da internet 5G, anunciada nesta última segunda-feira, (01/11). A chegada da rede móvel com essa tecnologia irá garantir mais automação na logística de diversos setores do estado, principalmente o setor portuário, que será bastante beneficiado com essa novidade para as operações.

Confira outras notícias do setor:

Logística do setor portuário do Espírito Santo se tornará mais otimizada e eficiente com a nova tecnologia de internet 5G

A conectividade e a automação dos serviços é uma característica cada vez mais presente em diversos setores do Brasil e, com a chegada da internet 5G no Espírito Santo, essa eficiência vai ser ainda mais potencializada. O setor portuário do estado é responsável por cerca de 25% do comércio exterior do país e a utilização da rede móvel com essa velocidade irá tornar a logística e a comunicação no setor ainda mais eficientes, uma vez que, a internet 5G é 20 vezes mais rápida em relação à que opera na região atualmente. 

Artigos recomendados

O deputado federal Evair Melo (PP-ES) comentou acerca da importância da internet 5G para o setor portuário e como ele poderá ser beneficiado, afirmando que “essa conexão de máquinas vai trazer a tecnologia para relação direta na vida das pessoas. O Espírito Santo vai poder a partir da capital Vitória, que será uma das primeiras capitais contempladas, ter a tecnologia e naturalmente vai disponibilizar para a maioria das pessoas. Com certeza o nosso estado será ainda mais competitivo”.

A utilização da internet 5G no setor portuário do Espírito Santo irá trazer uma série de benefícios para essa área do estado, como por exemplo um tráfego de carga mais coordenado e com maior poder de organização, a automatização dos embarques e descargas nos portos e um maior controle dos portos com a utilização dessa tecnologia para a administração dos locais. 

Tecnologia 5G pode trazer mais oportunidades de crescimento para o estado do Espírito Santo 

O investimento na tecnologia de internet 5G significa também uma atenção maior para a infraestrutura do estado e, consequentemente, um maior potencial de crescimento futuro para o Espírito Santo. Isso faz com que, ao investir em infraestrutura local, mais oportunidades de emprego sejam formadas para os moradores da região e isso crie uma maior circulação de capital no estado. Além disso, a tecnologia em questão pode tornar possível uma maior urbanização de cidades que, antes, não poderiam ter acesso a esses recursos. 

O presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Igor Nogueira Calvet, comentou acerca dos impactos que a chegada dessa tecnologia trará para o estado do Espírito Santo e como ela poderá ser benéfica para o desenvolvimento local e o crescimento de forma eficiente e organizada da região. O executivo ainda afirmou que “terá um impacto, creio eu, até muito maior para as empresas. Porque o 5G é uma tecnologia que vai permitir a comunicação não somente entre as pessoas, mas sobretudo, entre máquinas. É máquina conversando com máquina, é máquina conversando com a infraestrutura”.

A utilização da tecnologia de internet 5G não se restringe somente ao estado do Espírito Santo e o Governo Federal tem planos para implementá-la no restante das capitais até 2022 e no país inteiro até o ano de 2028, investindo em mais qualidade para a infraestrutura e logística do Brasil.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes