Sunday, 22 de May de 2022

MOL, MOL Drybulk e J-ENG fazem acordo para testes de motor movido a hidrogênio

Visando utilizar fontes renováveis, as empresas MOL, MOL Drybulk e J-ENG assinaram um acordo para testes de motor a hidrogênio

Visando utilizar fontes renováveis e reduzir a emissão de gases de efeito estufa, as empresas MOL, MOL Drybulk e J-ENG assinaram um acordo para testes de motor a hidrogênio

Durante esta última terça-feira, (09/11), as empresas MOL, MOL Drybulk e J-ENG anunciaram a assinatura de um acordo para a realização de um novo motor movido a hidrogênio em um navio de serviço. A iniciativa visa minimizar a emissão de gases de efeito estufa e aderir a novas fontes renováveis para a utilização em combustíveis.

Notícias que talvez possam lhe interessar:

Acordo entre MOL, MOL Drybulk e J-ENG visa utilizar motor a hidrogênio em navios de serviços

A corrida em busca de fontes renováveis e alternativas para combustíveis é cada vez mais crescente ao redor do mundo inteiro e as empresas Mitsui OSK Lines, Ltd., MOL Drybulk e a Japan Engine Corporation (J-ENG) estão procurando novas formas de utilizar o hidrogênio nos motores de navio. Assim, as companhias assinaram um acordo para começarem, em conjunto, a fazer testes em um novo motor movido a hidrogênio para a utilização em navios. 

O acordo assinado entre as empresas, visa a operação do navio pela  MOL e MOL Drybulk e o desenvolvimento do motor movido a hidrogênio ficará por conta da Japan Engine Corporation (J-ENG). A parceria está em estágios iniciais mas as companhias deverão começar em breve os testes e iniciar o projeto para desenvolvimento desse produto, que irá ajudar na redução da emissão de gases de efeito estufa por meio da utilização de fontes renováveis de combustíveis.

O motor que será desenvolvido pela J-ENG terá a participação das empresas Kawasaki Heavy Industries e a Yanmar Power Technology, e será o primeiro motor principal do mundo inteiro para navios de grande porte ou costeiros. O desenvolvimento do motor movido a hidrogênio foi selecionado para um projeto em parceria com o governo, por meio da Organização para o Desenvolvimento de Nova Energia e Tecnologia Industrial (NEDO), parte do Programa de Financiamento para Inovação Verde.

Motor movido a hidrogênio é a nova aposta para a utilização de uma fonte renovável e limpa como combustível 

O mundo, atualmente, está cada vez mais atento aos impactos ao meio ambiente provenientes da emissão de gases de efeito estufa e, por isso, a corrida por alternativas viáveis e limpas para a utilização como combustíveis é cada vez mais constante. Isso foi o que levou as empresas MOL, MOL Drybulk e J-ENG a pensarem no acordo para o desenvolvimento deste motor, que pretende ser destaque na área com a utilização do hidrogênio como combustível principal.

O principal benefício do desenvolvimento de um motor movido a hidrogênio é, com certeza, a minimização dos impactos relacionados à emissão de gases de efeito estufa, mas o projeto ainda terá mais benefícios para o setor. A indústria de transportes marítimos necessita cada vez mais de fontes renováveis e viáveis de combustíveis para a utilização em seus navios e, com o projeto das empresas MOL, MOL Drybulk e J-ENG, o motor movido a hidrogênio poderá ser uma alternativa bastante útil e benéfica para o setor. 

O que se espera para um futuro não tão distante é a expansão no suprimento do hidrogênio e novas utilizações para a substância no mercado internacional. Assim, a utilização dele para os motores pode ser o grande destaque futuro em relação à fontes renováveis para combustíveis e a substância pode se tornar a grande aposta para um futuro mais sustentável.

Ruth Rodrigues
Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.
Load more