Início Maersk fecha acordos para produção de metanol verde pelos próximos 3 anos para o abastecimento dos seus navios no transporte de cargas com contêineres

Maersk fecha acordos para produção de metanol verde pelos próximos 3 anos para o abastecimento dos seus navios no transporte de cargas com contêineres

março 30, 2022 às 10:34 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Os navios da Maersk que farão o transporte de cargas com a utilização de contêineres passarão a neutralizar a emissão de carbono com o abastecimento por meio do metanol verde que será produzido pela companhia
Os navios da Maersk que farão o transporte de cargas com a utilização de contêineres passarão a neutralizar a emissão de carbono com o abastecimento por meio do metanol verde que será produzido pela companhia. Fonte: Reprodução

Os navios da Maersk que farão o transporte de cargas com a utilização de contêineres passarão a neutralizar a emissão de carbono com o abastecimento por meio do metanol verde que será produzido pela companhia

Com um olhar voltado para a sustentabilidade no futuro das suas operações, a Maersk fechou parceria com seis empresas líderes na produção de metanol verde e comentou, durante esta última segunda-feira (28/03), sobre o seu plano de investimentos no abastecimento dos seus navios que serão utilizados no transporte de cargas com contêineres até o ano de 2025.

Notícias relacionadas:

Projeto de sustentabilidade da Maersk para o transporte de cargas com contêineres envolve produção de metanol verde para os próximos 3 anos 

O setor portuário é um dos mais poluentes em todo o mercado global, em razão da alta emissão de gases poluentes em meio às operações de transporte de cargas, principalmente as envolvendo contêineres. Assim, a Maersk, uma das maiores empresas no ramo da movimentação de cargas em todo o mundo, anunciou o seu mais novo plano de sustentabilidade voltado para a descarbonização dos seus navios durante os próximos 3 anos, como forma de reafirmar o seu compromisso ambiental. 

Dessa forma, a empresa anunciou parcerias estratégicas com seis empresas líderes com a intenção de produzir 730 mil toneladas de e-metanol por ano até 2025, como forma de obter uma produção suficiente para o abastecimento das suas frotas de navios que realizam o transporte de cargas com contêineres nos próximos anos. Assim, as companhias CIMC ENRIC, European Energy, Green Technology Bank, Orsted, Proman e WasteFuel foram as convidadas para a assinatura dos acordos e serão as responsáveis pela produção do metanol verde ao longo dos próximos 3 anos junto da empresa de logística e transporte de cargas. 

Assim, somente na fase inicial do plano de sustentabilidade e descarbonização dos navios, a Maersk conseguirá uma produção muito além do metanol verde necessário para os primeiros 12 navios porta-contêineres neutros em carbono, encomendados pelo grupo dinamarquês. Além disso, essa será apenas a fase inicial da produção do metanol verde com as empresas e a Maersk pretende expandir o abastecimento de toda a sua frota de navios durante os próximos anos, visando cada vez mais reduzir a emissão de gases poluentes em suas operações. 

Plano de descarbonização dos navios para o transporte de cargas de contêineres da Maersk será essencial para a transição energética acontecer dentro da logística da empresa

A Maersk é uma empresa bastante alinhada às necessidades ambientais do mercado global e ficou muito reconhecida pelos seus esforços para atrelar a sustentabilidade dentro das suas operações de transporte de cargas envolvendo contêineres. Assim, o desenvolvimento de parcerias para a produção de metanol verde com o objetivo de descarbonizar toda a sua frota de navios é mais uma forma da companhia reafirmar o seu compromisso ambiental e a necessidade de novos olhares para a sustentabilidade no setor portuário. 

Com isso, o CEO do departamento de Fleet & Strategic Brands da Maersk, Hallberg Thygesen, disse que “para fazer a transição para a descarbonização é necessária uma aceleração significativa e oportuna na produção de combustíveis verdes. O metanol verde é a única solução pronta para o mercado e escalável disponível hoje para envio. A produção deve ser aumentada por meio da colaboração em todo o ecossistema e em todo o mundo. É por isso que essas parcerias representam um marco importante para iniciar a transição para a energia verde. Henriette”.

Agora, a Maersk espera novas licenças e regulamentações necessárias para o início da produção do metanol verde junto às companhias CIMC ENRIC, European Energy, Green Technology Bank, Orsted, Proman e WasteFuel durante os próximos três anos.

Relacionados
Mais recentes