Início Maersk continua a expandir seus negócios logísticos e a entregar resultados recordes

Maersk continua a expandir seus negócios logísticos e a entregar resultados recordes

agosto 3, 2022 às 8:53 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
terminal de containers da Maersk
Terminal de containers da Maersk | Divulgação

Resultado foi impulsionado por fortes níveis de frete marítimo, crescimento rápido e lucrativo em Logística e contínuo desempenho sólido nos Terminais

03 de Agosto de 2020 – A.P. Moller – Maersk (Maersk) apresentou resultados recordes no segundo trimestre de 2022. A receita aumentou 52% e os lucros mais que dobraram em relação ao mesmo trimestre do ano passado. Os resultados foram impulsionados por contínuas condições de mercado excepcionais e sustentados pela transformação estratégica focada na logística integrada. Com base no forte desempenho no primeiro semestre de 2022, a Maersk atualizou sua orientação para todo o ano de 2022 e aumentou o atual programa de recompra de ações.

“Entregamos um resultado excepcionalmente forte no segundo trimestre e, consequentemente, registramos o 15º trimestre consecutivo com melhorias nos lucros ano a ano. Estamos satisfeitos com nosso desempenho em todos os negócios no primeiro semestre de 2022, o que demonstra claramente o progresso e o excelente trabalho de toda a equipe Maersk, transformando a empresa em uma empresa de logística global e integrada”, diz Søren Skou, CEO da A.P. Moller – Maersk.

Artigos recomendados

No segundo trimestre, a receita cresceu para US$ 21,7 bilhões, o EBITDA e o EBIT aumentaram para US$ 10,3 bilhões e US$ 9,0 bilhões, respectivamente, e o fluxo de caixa livre subiu para US$ 6,8 bilhões. O resultado líquido do segundo trimestre foi de US$ 8,6 bilhões e US$ 15,4 bilhões no primeiro semestre do ano. O retorno sobre o capital investido (ROIC) foi de 62,5%. nos últimos 12 meses.

“O resultado foi impulsionado por fortes níveis de frete marítimo, crescimento rápido e lucrativo em Logística e contínuo desempenho sólido nos Terminais. Os volumes de transporte marítimos foram suavizados à medida que o congestionamento continuou e a guerra na Ucrânia pesou na confiança do consumidor, principalmente na Europa. No entanto, em Logística, os volumes cresceram acima do mercado, pois nossos clientes marítimos continuam comprando nossa proposta de valor, resultando em um crescimento orgânico de receita de 36%, concluindo o 6º trimestre consecutivo de mais de 30% crescimento orgânico”, diz Søren Skou, CEO da A.P. Moller – Maersk.

No transporte marítimo, a receita cresceu para US$ 17,4 bilhões e o EBIT aumentou para US$ 8,5 bilhões no segundo trimestre. Os níveis de frete mais altos foram parcialmente compensados por uma queda de 7,4% nos volumes transportados e por custos mais altos de combustível, handling e na cadeia de suprimentos globais. Embora os níveis de frete spot tenham suavizado em relação ao pico do início do ano, a empresa continuou a assinar contratos de longo prazo com níveis de frete acima dos do ano anterior, devido à forte demanda e ao contínuo congestionamento na cadeia de suprimentos global.

Durante o segundo trimestre, a Maersk manteve seu forte movimento em trazer soluções de logística integrada para os clientes. No trimestre, a receita em Logística cresceu 61% para US$ 3,5 bilhões e o EBIT aumentou para US$ 234 milhões, principalmente devido a maiores volumes de novos clientes conquistados e maiores investimentos de clientes existentes. A Maersk continuou investindo em seu portfólio logístico e capacidades; no segundo trimestre foram concluídas as aquisições da especialista em logística, Pilot Freight Services e da especialista global em frete aéreo, Senator International, e a Maersk fortaleceu ainda mais sua oferta de frete aéreo com o lançamento da Maersk Air Cargo.

Em terminais, a receita cresceu para US$ 1,1 bilhão e o EBIT aumentou para US$ 316 milhões, principalmente impulsionado pela forte demanda de importação nos Estados Unidos e crescimento acima do mercado na Ásia, bem como maior receita de armazenamento, que foi parcialmente compensada por custos mais altos.

Situação do Mercado

A demanda global por serviços logísticos ainda impacta a cadeia de suprimentos globais no segundo trimestre de 2022. Os níveis de frete diminuíram marginalmente ao longo do trimestre, mas permaneceram em nível historicamente alto à medida que o congestionamento na cadeia de suprimentos aumentou em todo o mundo. O volume global de contêineres diminuiu 2,3% em comparação ao segundo trimestre de 2021, enquanto os volumes globais de carga aérea (CTK) foram 9,4% menores em abril/maio. A incerteza geopolítica e a inflação mais alta, puxada por preços de energia mais altos, continuaram a pesar no sentimento do consumidor e nas expectativas de crescimento. De acordo com este cenário, em 2022, a demanda global de contêineres deve estar na extremidade inferior da faixa prevista de -1% a +1%.

Orientação para 2022

Conforme anunciado em uma atualização comercial de 2 de agosto, para todo o ano de 2022, a Maersk antecipa um EBITDA subjacente de cerca de 37 bilhões, um EBIT subjacente de cerca de 31 bilhões e um fluxo de caixa livre acima de US$ 24 bilhões. Isso se baseia no forte desempenho no primeiro semestre de 2022 e em uma normalização gradual das tarifas de frete marítimo ocorrendo no quarto trimestre de 2022.

Com base na orientação aprimorada, o Conselho de Administração decidiu aumentar o atual programa de recompra de ações em US$ 500 milhões por ano, de US$ 2,5 bilhões para US$ 3,0 bilhões para os anos de 2022-2025.

Destaques Financeiros

Destaques do 2º trimestreUS$ milhões
 ReceitaEBITDAEBITCAPEX
20222021202220212022202120222021
Marítimo17,41211,0729,5984,4008,5263,580517313
Logística e Serviços3,5022,16833721623415328636
Terminais1,12496940037031630210540
Reboque e Serviços Marítimos579529819516649356
Atividades não alocadas, eliminações, etc.-967-508-89-17-104-1577
A.P. Moller – Maersk consolidado21,65014,23010,3275,0648,9884,0841,008452
Orientação 2022 – desenvolvimentoUS$ milhões
 Nova orientaçãoOrientação anteriorOrientação inicial
2 de Agosto26 de Abril9 de Fevereiro
Subjacente EBITDAem torno de37,030,024,0
Subjacente EBITem torno de31,024,019,0
Fluxo de caixa livre (FCL)acima de24,019,015,0

EBITDA subjacente é o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização ajustado para custos de reestruturação e integração.

EBIT subjacente é o lucro operacional antes de juros e impostos ajustados para custos de reestruturação e integração, ganhos/perdas líquidos da venda de ativos não circulantes e perdas líquidas por redução ao valor recuperável.

Orientação de Sensibilidade

O desempenho financeiro da A.P. Moller – Maersk para 2022 depende de vários fatores e está sujeito a incertezas relacionadas à situação na Rússia e na Ucrânia, COVID-19, preços de combustível de bunker e níveis de frete, dadas as condições macroeconômicas incertas.

Tudo o mais sendo igual, as sensibilidades para 2022 para quatro premissas principais estão listadas na tabela abaixo:

FatoresMudançaEfeito no EBIT(ponto médio de orientação)Resto do ano
Níveis de frete do contêiner+/- 100 USD/FFE+/- USD 0.6bn
Volume de carga do contêiner+/- 100,000 FFE+/- USD 0.2bn
Preço do bunker (líquido da cobertura BAF esperada)+/- 100 USD/toneladas+/- USD 0.2bn
Taxa de câmbio (rede de coberturas)+/- 10% mudança em dólares+/- USD 0.1bn

Via Flavia Soares | Sherlock Comunicações.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes