1. Início
  2. / Notícias
  3. / Maersk busca fortalecer a sua frota aérea para crescimento no mercado global
Tempo de leitura 3 min de leitura

Maersk busca fortalecer a sua frota aérea para crescimento no mercado global

Escrito por Ruth Rodrigues
Publicado em 04/11/2021 às 00:00
A empresa de logística Maersk, está dando mais um passo para o seu crescimento no mercado global e adquirindo aviões para sua frota aérea
A empresa de logística Maersk, está dando mais um passo para o seu crescimento no mercado global e adquirindo aviões para sua frota aérea. Fonte: Reprodução

A empresa de logística de contêineres Maersk está dando mais um passo para o seu crescimento no mercado global e adquirindo aviões para a sua própria frota aérea

Durante esta última terça-feira, (02/11), a empresa gigante na logística de contêineres mundiais, Maersk, anunciou a aquisição de novos aviões para a sua frota aérea própria, com o intuito de oferecer um frete aéreo de qualidade e novas alternativas para os seus clientes e, assim, conseguir mais crescimento no mercado global e destaque em relação à sua produção.

Confira outros artigos que podem ser interessantes:

Empresa de logística de contêineres Maersk adquiriu aviões para a sua própria frota aérea

Com o anúncio feito recentemente da aquisição de aviões para a sua frota aérea, a Maersk  busca investir no ramo de frete aéreo e entregar uma melhor qualidade de serviços para os seus clientes, conseguindo assim, mais crescimento no mercado global. A empresa adquiriu três aviões de carga alugados, que entrarão em ativa no ano de 2022, e 2 aviões Boeing em construção, com previsão para entrada no mercado em meados de 2024, para modernizar ainda mais a logística da companhia.

Vincent Clerc, vice-presidente executivo e CEO da Ocean & Logistics, da Maersk comentou sobre a aquisição e afirmou que “como fornecedora global de logística integrada, a Maersk está aprimorando a capacidade de fornecer recursos logísticos completos e completos para nossos clientes. Fortalecemos nossa oferta de logística integrada por meio de aquisições de logística de comércio eletrônico, investimentos em tecnologia, expansão de nossa pegada de armazém e, como uma próxima etapa natural, agora estamos aumentando nossa capacidade de frete aéreo significativamente e criando uma rede mais ampla para atender ainda melhor aos necessidades dos clientes ”.

O objetivo da Maersk é de que pelo menos um terço da sua frota aérea anual seja transportada dentro da sua própria companhia, diminuindo assim, os custos de terceirização desses serviços. A empresa pretende combinar os seus aviões próprios com os alugados para, assim, conseguir atender à demanda de seus clientes de forma mais eficiente e garantir um trabalho com mais qualidade. 

Aviões Boeing em construção pretendem ser a nova aposta da Maersk para a frota aérea

Entre os aviões que a Maersk adquiriu recentemente para a sua frota aérea estão dois modelos Boeing 777 Cargueiros, feitos para a realização de fretes aéreos e que podem ser bastante úteis para a companhia de contêineres. Os aviões vão ser comandados pela Star Air, a operadora de aeronaves interna da Maersk, e esse é o primeiro pedido de 777 que a Maersk fez à Boeing. Os cargueiros são de tecnologia de ponta e a empresa não mediu esforços para conseguir montar uma frota de qualidade para os seus fretes aéreos.

O CEO da Ocean & Logistics da Maersk, Vicent Clerc, destacou alguns pontos em relação à parceria e afirmou que “como integradora global de logística de contêineres, a Maersk está aprimorando a capacidade de fornecer um balcão único e recursos de logística ponta a ponta para nossos clientes”. Já Ihssane Mounir, vice-presidente sênior de Vendas Comerciais e Marketing da Boeing comentou: “estamos muito satisfeitos em receber a Star Air da Maersk na família Boeing de 777 operadores e esperamos muitos anos de parceria contínua à medida que sua divisão de carga aérea aumenta”.

Com o mercado de carga aérea cada vez mais crescente no mundo inteiro, a jogada da Maersk pode dar diversos frutos no futuro e a empresa poderá crescer ainda mais no ramo de contêineres, se tornando uma das maiores no mercado global. 

Ruth Rodrigues

Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.

Compartilhar em aplicativos