Início Veja vídeo: Incidente com fragata Defensora ocorre no Porto de Santos e embarcação quase invade a avenida

Veja vídeo: Incidente com fragata Defensora ocorre no Porto de Santos e embarcação quase invade a avenida

agosto 24, 2022 às 3:25 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Porto de Santos
Porto de Santos (Reprodução: divulgação)

No último dia 21, a Marinha do Brasil através da Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), emitiu uma Nota Oficial sobre o incidente que ocorreu com a Fragata Defensora (F 41), durante a sua saída do Porto de Santos, que ocorreu no mesmo dia.

No mesmo dia, alguns vídeos circularam nas redes e mostraram o momento exato em que a Fragada sofreu o incidente, exibindo uma rápida intervenção da tripulação na manobra. Confira o vídeo do incidente:

Créditos Defesa Aérea Naval

Basicamente, a fragata Defensora da Marinha do Brasil perdeu o seu controle durante a travessia do canal do Porto de Santos, localizado no litoral de São Paulo, e quase bateu na mureta da praia. De acordo com o relato das testemunhas próximas, a embarcação chegou a bater em pedras próximas à costa, mas, essa informação foi negada pela Marinha.

Artigos recomendados

Em nota, a Marinha do Brasil informou que a fragata teve uma falha momentânea no sistema de governo, o que obrigou o navio a alargar o ferro, ou jogar a âncora no mar, para manter a segurança da navegação. Ela ainda ressaltou que o problema foi rapidamente solucionado devido ao alto nível de adestramento e conhecimento dos militares que estão embarcados. Quem estava na orla durante o fim de tarde do último domingo, 21, conseguiu observar claramente a cena. Após um tempo do incidente, alguns rebocadores foram acionados e passaram a acompanhar a fragata que seguiu normalmente sua viagem para o Porto do Rio de Janeiro.

Conheça mais sobre a Fragata Defensora

A Fragata Defensora F-41, é o segundo navio a ganhar esse nome na Marinha do Brasil, sendo que o primeiro foi a corveta Defensora, construída em 1828. A Fragata Defensora foi a segunda embarcação de uma série de 6 fragatas da classe Niterói, ordenadas em 20 de setembro de 1970. Ela faz parte do Programa de Renovação e Ampliação de Meios Flutuantes da Marinha, e foi construída pela Vosper Thornycroft Ltd., em Woolston, Hampshire, Inglaterra.

A construção da embarcação foi iniciada em 13 de setembro de 1972, tendo sua quilha batida em 14 de dezembro do mesmo ano. Em 27 de março de 1975, a embarcação foi batizada, tendo como madrinha Zazi Aranha Correia da Costa, esposa do Embaixador Sérgio Correia da Costa. 

Foi lançada ao mar pela primeira vez em 27 de setembro de 1976, para uma verificação de dados táticos e provas de máquinas e cascos, que se estenderam até o dia 9 de novembro. Nessa época, foram navegadas 4996,9 milhas e feitos 16 dias de mar. Entre os dias 10 a 13 de dezembro de 1976, a embarcação realizou as provas finais de mar sendo aceita e incorporada a Marinha do Brasil em 5 de março de 1977. Na época, quem assumiu o comando da fragata foi o Capitão-de-Mar-e-Guerra Haroldo Basto Cordeiro Júnior

Confira a nova oficial da Marinha do Brasil

Pouco após o ocorrido com a Fragata Defensora, a Marinha liberou uma nota sobre o ocorrido. Confira na íntegra: A Marinha do Brasil (MB) informa que durante a travessia do canal do Porto de Santos, a Fragata “Defensora”, teve uma falha momentânea no sistema de governo, obrigando o navio a largar o ferro, mantendo assim a segurança da navegação. 

Devido ao alto nível de adestramento e conhecimento dos militares embarcados, o problema foi rapidamente solucionado e o navio prosseguiu em segurança para o seu porto de destino no Rio de Janeiro. A MB informa também, que o incidente não causou danos pessoais ou materiais. Por fim, a Marinha do Brasil incentiva a participação da população e disponibiliza o telefone 185 para emergências náuticas.

Leia mais: Keppel Offshore & Marine, gigante global da indústria naval, está com vagas para Assistênte Técnico e Caldeireiro no RJ; confira oportunidades!

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes