MENU
Notícias
Menu
Início Brasil deve ter a maior temporada de cruzeiros dos últimos 10 anos

Brasil deve ter a maior temporada de cruzeiros dos últimos 10 anos

julho 12, 2022 às 10:12 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
a maior temporada de cruzeiros
A maior temporada de cruzeiros (Reprodução: divulgação)

Segundo uma estimativa da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Clia Brasil), em 2022/2023 deverá ser a maior temporada de cruzeiros dos últimos dez anos. 

Somente no período de 29 de outubro de 2022 a 20 de abril de 2023, oito navios devem ofertar 674 mil leitos, enquanto navegam por mais de 160 roteiros.

Dessa forma, as oito embarcações partidão dos portos de Itajaí (SC), Maceió (AL), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ) e Santos (SP), formando a maior temporada de cruzeiros da última década, percorrendo 160 roteiros e 485 escaldas em 17 destinos, que incluem Montevidéu, Buenos Aires e Punta del Este.

Além dos navios de cabotagem, que conseguem navegar entre os portos marítimos sem perder a costa de vista, outros 35 navios irão navegar em águas nacionais. Dessa forma, a Clia acredita que a demanda deve se converter em vendas, o que é um bom sinal depois da baixa que o setor teve nos últimos dois anos.

A maior temporada de cruzeiros terá um alto número de leitos

A expedição contará com os navios Costa Fortuna, MSC Armonia, Costa Favolosa, Costa Firenze, MSC Fantasia, MSC Musica, MSC Seaview e MSC Seashore que irão ofertar 647 mil leitos, número de viajantes bem acima do que o permitido na temporada anterior a pandemia do covid-19.

Os navios de longo curso saem de vários destinos e tem paradas no Brasil para, posteriormente, seguir o itinerário. Neste contexto, o Brasil volta à rota de importantes companhias marítimas de todo o mundo, conforme afirmação da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos.

De 7 de outubro de 2022 a 17 de maio de 2023, 35 navios de longo curso foram responsáveis por 309 paradas em 45 destinos, distribuídos em 15 estados, incluindo Bahia, Amazonas, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. A expectativa é que a experiência se converta em impacto econômico para a economia do Brasil.

A maior temporada de cruzeiros supera crise nacional

A nova experiência, além de oferecer belíssimas lembranças, também visa superar um período difícil para o setor. Isso porque em fevereiro de 2021, devido ao aumento de contaminações pelo covid-19, a Anvisa recomendou ao governo federal a suspensão definitiva da temporada de cruzeiros no Brasil.

Segundo a Anvisa, um “aumento vertiginoso” de infecções de covid 19 atingiu diversas embarcações desde o começo da pandemia. Logo, somente nos primeiros 55 dias da temporada, até dezembro do mesmo ano, houve 31 casos. Além disso, somente de 26 de dezembro a 6 de janeiro, mais de 1.146 casos foram registrados, um aumento de 37 vezes na comparação entre os períodos.

Basicamente, a medida visa impedir o espalhamento da variante ômicron, além do fato de possíveis descumprimentos das medidas sanitárias necessários terem sido ignorados pelos navios. Sem contar a inconsistência nos relatos das embarcações, o que deixa em dúvida o verdadeiro número de confirmados e suspeitos de contaminação.

A nota técnica da Anvisa, informa: “Os dados obtidos pela avaliação dos cenários epidemiológicos das embarcações, considerando-se os critérios objetivos definidos pela Portaria do Ministério da Saúde, demonstram que, das cinco embarcações em operação no Brasil, três estão classificadas no Nível 04, sinalizando cenário de alerta”.

Marinha abre 24 vagas para engenheiros.

Neste sentido, o Nível 4 é o último nível considerando os graus de risco, quando existe transmissão comunitária de Covid-19 entre os viajantes, ou ocupação de cerca de 90% do número de acomodações de isolamento, ou um volume igual aos leitos de centro médico disponíveis.

Desde o início da temporada, em novembro de 2020, cerca de 670 casos de Covid-19 foram relatados, especialmente entre os tripulantes. Neste sentido, o valor representa 57% de casos positivos a bordo das embarcações. Por isso, podemos dizer que a maior temporada de cruzeiros pretende ‘apagar’ esse passado obscuro da história dos navios.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes